Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » ​ Manifestantes fazem protesto contra o impeachment no centro de Cuiabá

​ Manifestantes fazem protesto contra o impeachment no centro de Cuiabá



Rádio Pioneira com G1/MT

Manifestação foi, segundo a organização, um ato político e cultural em favor da democracia e contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff

Manifestantes a favor da presidente Dilma Rousseff (PT) se reuniram na Praça Alencastro, no Centro de Cuiabá, no final da tarde desta quinta-feira (31) para protestar contra o processo de impeachment da presidente. Segundo os organizadores do ato, de 300 a 500 pessoas se reuniram no local, em frente à Prefeitura de Cuiabá, em um manifesto que foi definido por eles como político-cultural. De acordo com a Polícia Militar, de 200 a 250 pessoas participaram do protesto, que terminou por volta das 19h30 sem registro de qualquer ocorrência.

O ato ocorreu de forma pacífica e com intervenções culturais no coreto da Praça Alencastro, com música, projeção de clipes, declamação de poesias e leitura de manifestos escritos por segmentos variados, como movimentos sociais, grupos de juristas e da imprensa. Não houve passeata.

De acordo com um dos organizadores, o coordenador da Frente Brasil Popular em Mato Grosso e membro da Confederação dos Trabalhadores do Brasil (CTB) Miranda Muniz, o ato alcançou a expectativa dos organizadores, contando com a participação de pessoas ligadas a movimentos sociais e sindicatos de trabalhadores, entre outros manifestantes.

Com cartazes e faixas com os dizeres "Não vai ter golpe, vai ter luta", "Democracia sempre, golpe nunca mais", "Levante contra o golpe" e "Força, Dilma", os manifestantes se reuniram em torno do coreto da Praça Alencastro e entoaram palavras de ordem em favor da democracia, contra o processo de impeachment e elites empresariais, bem como corporações midiáticas.


"O objetivo do ato é reforçar a luta em defesa da democracia, porque, para nós, impeachment sem crime de responsabilidade é golpe", enfatizou Miranda Muniz. Segundo ele, além do ato na capital, foram enviadas cerca de 1,2 mil pessoas de Mato Grosso em caravana para participar do ato pró-Dilma programado em Brasília (DF) para esta quinta-feira. A convocação para a caravana havia sido feita durante o último protesto em favor da presidente Dilma Rousseff em Cuiabá, no último dia 18.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização