Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Instituto Resgate João L. Pizzato de Tangará da Serra é declarado de utilidade pública Estadual

Instituto Resgate João L. Pizzato de Tangará da Serra é declarado de utilidade pública Estadual


A Lei, de autoria do deputado Saturnino Masson, foi sancionada pelo governo do Estado em fevereiro e vai beneficiar a Comunidade Terapêutica, que trabalha na prevenção e tratamento de  pessoas que fazem uso de drogas e álcool.

ROSANGELA MILLES/Assessoria de Gabinete

O Instituto Resgate João L. Pizzato -Comunidade Terapêutica  Resgate e Liberdade - CTRL, de Tangará da Serra foi declarado de utilidade pública. A Lei nº 10.366 sancionada pelo governador Pedro Taques em de 4 de fevereiro de 2016, é  de autoria do deputado Saturnino Masson (PSDB).

"Fico feliz com o reconhecimento do Estado em tornar Lei nosso projeto , e declarar essa Comunidade de utilidade pública. O Instituto atende pessoas com necessidade de tratamento de uso e abuso de substâncias psicoativas, trabalhando continuamente com prevenções de supostas recaídas tanto quanto orientações familiares", afirmou o parlamentar.

O Instituto Resgate João L. Pizzato trabalha com a prevenção e tratamento a pessoas portadoras de transtornos associados ao uso e abuso de drogas e álcool no sentido de recuperar, promover, restaurar e reintegrar à sociedade pessoas portadoras de tais comportamentos, independentes de sexo, cor, raça, faixa etária, crença religiosa, credo político ou de condições sócio econômica.

A equipe da Comunidade Terapêutica Resgate e Liberdade é composta por médicos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiras, e monitores que desempenham varias atividades como atendimento psicológico, atendimentos médicos, laborterapia, lazer, oficinas terapêuticas ocupacionais, reuniões de literatura, reuniões com as famílias, assistência as famílias do recuperando, capacitação constante da equipe de trabalho com os adictos, artesanato, futebol, entre outras.


 Uma pesquisa feira pela Comunidade Terapêutica Resgate e Liberdade aponta  que num total de 251 adictos, 20% desses, ou seja, 49 pacientes permanecem limpos, sem usar drogas e integrados à sociedade, quando fazem o tratamento.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização