Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » ALMT promove intermediação para o custeio do hospital de Tangará

ALMT promove intermediação para o custeio do hospital de Tangará

O presidente da ALMT, Guilherme Maluf e o deputado Saturnino Masson visitaram as obras do hospital municipal de Tangará da Serra com o prefeito


    KLEVERSON SOUZA - Assessoria da Presidência

A conclusão do Hospital Municipal de Tangará da Serra, que teve as obras iniciadas em 2006, paralisadas depois e retomadas há três anos, está prevista para o próximo mês. Em função disso, a Assembleia Legislativa vai promover a intermediação junto ao Governo Federal e do Estado para a compra dos equipamentos e custeio mensal da unidade hospitalar.

Durante o projeto “Assembleia Itinerante: Valorizando o Legislativo”, realizado neste final de semana em Tangará da Serra e envolvendo sete municípios da região Médio-Norte, o principal pleito da classe política e empresarial para os deputados estaduais foram em relação à conclusão do hospital municipal, que está com as obras avançadas. Enquanto não fica pronto, a unidade hospitalar funciona em outro prédio, alugado pela Prefeitura da cidade.

Em função dos pedidos na área de saúde, o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf e o deputado Saturnino Masson, ambos do PSDB, visitaram neste sábado (2), as obras do hospital juntamente com o prefeito da cidade, Fábio Junqueira.

“Aqui não se trata apenas de uma unidade hospitalar, e sim de um complexo hospitalar, estou impressionado no que vi, pois é uma UPA, unidade hospitalar e mais uma unidade do Samu integradas. Não mediremos esforços para trazer esses investimentos que faltam para ajudar a concluir e custear a obra. Acreditamos que essa não é uma obrigação do município, mas também do Governo Federal e estadual”, afirmou Guilherme Maluf.

Após a conclusão da obra, também deve ser realizada a discussão entre Governo do Estado e Prefeitura sobre a característica do hospital. Se será municipal ou passará para regional. Atualmente, o regional fica em Barra do Bugres, e uma das possibilidades é que os dois fiquem como regional, Tangará contando com a média e alta complexidade. Maluf afirmou que a Assembleia Legislativa estará participando das discussões sobre o hospital.

“Precisamos unir forças e ajudar a Prefeitura de Tangará da Serra para resolver esse problema na saúde, que é a principal demanda da população”, avalia o presidente do Poder Legislativo.

O hospital em construção conta com 105 leitos, e mais 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), três Centros Cirúrgicos, uma UPA 24 horas anexa. A obra custou R$ 4 milhões e está sendo feita com recursos próprios e precisa de mais R$ 2,5 milhões para equipar, além da solicitação já feita ao Governo do Estado para o aporte financeiro de R$ 1 milhão mensal para o custeio.

O prefeito de Tangará da Serra lembrou que houve uma série de dificuldades ao longo dos anos, por isso a demora na conclusão da obra.

“Desde 2006 há esforços para executar essa obra, mas recursos de emendas parlamentares não foram executadas pela gestão anterior do governo, também as medições apresentadas pelo município demoravam a ser pagas pelo Estado. Existe a necessidade de um hospital em Tangará, pois temos mais de 100 mil habitantes. Precisamos do apoio da Assembleia Legislativa e pedimos ao deputado Guilherme Maluf que some esforços com a gente”, disse.

O deputado Saturnino Masson lembrou que os parlamentares estaduais estão unidos a favor do hospital, que já tem emendas para o equipamento, e que agora juntamente com a força do presidente da Assembleia Legislativa, vão promover as intermediações junto ao Governo do Estado para o equipamento e custeio da unidade.

“Para que venha de encontro a ansiedade da população de ter essa unidade, vamos pedir para que o Governo possa ajudar a equipar e dar suporte para o funcionamento porque a Prefeitura sozinha não consegue, precisamos de união da prefeitura, Governo Federal e estadual e Assembleia Legislativa”, argumentou o deputado.


Assessoria de Imprensa da Presidência




Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização