Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » PM confessa assassinato de homem com dez tiros; suspeito executou irmão da vítima no mesmo lugar

PM confessa assassinato de homem com dez tiros; suspeito executou irmão da vítima no mesmo lugar


Olhar Direto - Wesley Santiago

PM confessa assassinato de homem com dez tiros; suspeito executou irmão da vítima no mesmo lugar

O soldado da Polícia Militar, Ítalo José de Souza Santos, 28 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (07) em uma ação integrada da entre policiais militares e agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). Ele é suspeito de ter matado Danirlei Gonçalves da Silva, 34 anos, com pelo menos dez tiros no último domingo (06), no bairro Primeiro de Março, em Cuiabá. Ainda foi descoberto que o soldado também executou o irmão da vítima, em 2012, no mesmo local com sete disparos.


De acordo com as informações, o soldado chegou para trabalhar nesta manhã, na base comunitária do Pedra 90 e foi abordado pela equipe da DHPP. Na delegacia, ele confessou o crime à delegada Luciani Barros. Segundo consta, o motivo do crime seria uma rixa antiga entre o policial e a família das vítimas.

Ainda foi revelado que o soldado também havia matado o irmão de Danirlei, Rodrigo Gonçalves Silva, 24 anos, no dia 21 de julho de 2012, com sete disparos. Curiosamente, a execução dos irmãos aconteceu no mesmo local. O acusado teria dito para a família das vitimas que iria matar todo mundo.

Após ter confessado o crime, o soldado foi preso em flagrante pelo crime e encaminhado ao presídio militar de Santo Antônio de Leverger (36 km de Cuiabá). Não foi esclarecido quem seriam as outras pessoas que participaram junto com o PM no crime. O caso continuará a ser investigado pela DHPP.

Crime em 2012

O crime foi registrado em 21 de julho de 2012, em um bar no bairro 1º de Março, região do Gande CPA. A vítima foi morta com sete disparos de pistola calibre 380. A delegada Anaíde Barros explicou à época que o soldado – que estava no 3º Batalhão naquele ano - seria a pessoa responsável pelos disparos. Ela ainda afirmou que nenhum dos homens tentou esconder o rosto no momento da prática do delito.

Crime em 2016


Danirlei Gonçalves da Silva, 34 anos, foi executado com pelo menos dez tiros na noite do último domingo (06), no bairro Primeiro de Março, em Cuiabá. De acordo com as informações, três suspeitos em um carro branco chegaram atirando contra a vítima. A irmã de um dos acusados, identificada como L.R.A., 42 anos, acusou um Policial Militar de ser um dos autores do crime.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização