Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » UNEMAT poderá receber o nome de Carlos Maldonado

UNEMAT poderá receber o nome de Carlos Maldonado



Por Hugo Fernandes
Da Assessoria

            Em meio a uma área pantanosa, Carlos Maldonado enxergou um centro de pesquisa. Numa estrada de chão, viu a rota para o futuro. A condução e única condição para isso, seria uma educação superior pública e de qualidade. E foi na imagem de um barraco de madeira, que visualizou a figura do local que um dia viria a abrigar o templo do conhecimento. Assim, distante da Capital (200 km) e outros mais de grandes centros, foi erguida nos idos de 1993 a Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT).   

            Partindo da relação indissociável das vidas de Maldonado e da UNEMAT, o deputado estadual Adriano Silva (PSB) - que já viveu a experiência de comandar a instituição -, quer eternizar o nome daquele que foi o primeiro reitor e fundador da Universidade. "Nomear é o ato mais criador da linguagem. Portanto, nada mais justo do que homenagear a memória do pai da instituição, cujas histórias se confundem. Afinal, ele foi o responsável pela condução política na instalação da Universidade, bem como pela expansão do ensino superior no Estado", destacou o parlamentar.

            Segundo Adriano, o pedido da reitora Ana Maria di Renzo para a alteração do nome veio ao encontro dos próprios anseios de prestar homenagens ao amigo. Desta maneira, o deputado irá apresentar nas próximas semanas o Projeto de Lei que altera a designação da instituição para Universidade do Estado de Mato Grosso "Carlos Alberto Reys Maldonado".

            Carlos Maldonado era bacharel em direito pela Universidade de São Paulo (USP) e, ao retornar à cidade de Cáceres, ingressou, em 1986, como professor de Ciências Sociais, na Fundação Centro Universitário de Cáceres (FCUC). Em 1989, foi eleito pela comunidade acadêmica para o cargo de Coordenador do Centro Universitário, período em que se deu a criação da Fundação Centro de Ensino Superior de Cáceres (FCESC).   

            À época, priorizou, entre outras ações, o projeto de expansão regionalizada da Universidade, em consórcio com as Prefeituras Municipais. Tais políticas foram cruciais para a criação do Campus de Sinop e dos Campi de Alta Floresta, Pontes e Lacerda, Alto Araguaia, Nova Xavantina e Nova Luciara. Maldonado viabilizou, com gestores, junto ao Governo do Estado e à Assembleia Legislativa, o primeiro concurso público para o magistério superior e o primeiro Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Docentes da UNEMAT, efetivando o início do enquadramento dos professores.


            Quando assumiu a reitoria em 1994, a instituição possuía quatro cursos e atuação em uma única cidade. Ao renunciar ao segundo mandato eletivo, a UNEMAT contava com campi em 12 cidades e 43 cursos, numa área de cobertura de cerca de 90 municípios. Além disso, Carlos Maldonado publicou vários livros e comandou a pasta da Educação no Estado entre os anos de 1996 e 1998, e em Cuiabá entre os anos de 2001 e 2004.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização