Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Sinop tem três pacientes com suspeita de Guillain-Barré

Sinop tem três pacientes com suspeita de Guillain-Barré

Com suspeita da doença, paciente de Sinop foi transferido para Cuiabá.

Mato Grosso já notificou 11 casos da doença em 2016, segundo secretaria.


Do G1 MT

A Secretaria Municipal de Saúde de Sinop, a 503 km de Cuiabá, acompanha  três casos suspeitos da síndrome de Guillain-Barré. Segundo o secretário da pasta, Manoelito Rodrigues, por se tratar de uma doença com notificação compulsória, os casos não foram investigados pelo município. Em 2016, Mato Grosso já notificou 11 casos da doença, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Sobre os pacientes de Sinop, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou, que ainda está aguardando o envio das fichas de notificações para confirmar as suspeitas. Já o caso do paciente de Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá, foi notificado. A doença neurológica foi associada pelo Ministério da Saúde ao zika vírus – infecção transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Mato Grosso 11 casos da doença nos primeiros neste ano. As notificações foram feitas nas cidades de Cáceres, Rondonópolis e Cuiabá. Em 2015, quatro casos foram registrados pelo governo.

Um dos pacientes, que está internado no Hospital Regional de Sinop, mora em Guarantã do Norte (a 721 km de Cuiabá). Já o outro morador de Sinop está sob os cuidados de médicos em hospital particular. Por causa de complicações no quadro médico, um dos pacientes foi transferido para um hospital em Cuiabá.

Um dos casos notificados por Sinop é de um homem de 32 anos. Primeiramente, ele foi atendido em um hospital da rede privada, no dia 28 de janeiro, mas não ficou internado. Em nota emitida pela unidade hospitalar, ele apresentava sintomas como febre alta, mal estar, dor de cabeça e fraqueza muscular.

Já no dia 1º de fevereiro o paciente retornou ao hospital acompanhado por um amigo que o levava em uma cadeira de roda. Ele apresentava dificuldade para falar. Antes de voltar à unidade particular, o paciente tentou por três vezes atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas sem sucesso.

Devido ao risco de agravamento das condições do paciente, o hospital preferiu transferi-lo para o Hospital Regional de Sinop, onde ainda está sob cuidados médicos. Nos três casos acompanhados pelo município não há nenhum exame laboratoral que comprove a relação entre a síndrome de Guillain-Barré e o zika vírus.


A doença já era conhecida, mas gerou um novo alerta recentemente devido à confirmação de que também seja provocada pelo zika vírus. A confirmação por parte do governo federal forçou os estados a passarem a monitorar a doença e a notificar os casos.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização