Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Quatro pessoas assassinadas em 3 dias só em Cuiabá; Pedra 90 continua muito violento

Quatro pessoas assassinadas em 3 dias só em Cuiabá; Pedra 90 continua muito violento

As mortes estão acontecendo antes do Carnaval depois de um final se semana com apenas um assassinato

O mês de fevereiro, ainda antes do Carnaval, já registra quatro assassinatos nos seus primeiros três dias. Regina Laudelina de Sou, de 56 anos foi morta a machadadas; Guilherme Barbosa da Silva, de 19 anos, foi morto a tiros, Celso Rezende Silva, de 48ª nos, foi morto a facadas, e Antonio de Siqueira, de 64 anos, foi morto após ser espancado com barras de ferro na cabeça. O bairro Pedra 90 registrou seu segundo caso de homicídio este ano.

Baleado, inclusive com uma perfuração de bala na cabeça, Guilherme ainda resistiu por 19 dias hospitalizado em estado muito grave. No dia em foi baleado ele estaria realizando manobras conhecidas como “cavalo-de-pau” na frente de uma casa noturna na Avenida das Torres, em Cuiabá.
O jovem, segundo testemunhas confirmaram à Polícia, teria sido baleado por alguns rapazes que estavam em um veículo Gol prata, com placa de Manaus (AM). Os autores do crime, no entanto, ainda é um grande mistério para a Polícia.

O corpo de Guilherme foi removido do hospital para o Instituto Médico Legal (IML), após ser liberado por investigadores da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), que vai investigar o caso como homicídio qualificado. Até o momento ninguém foi preso.

PEDRA VIOLENTO – Surge o segundo assassinato no bairro pedra 90, região do Coxipó, na periferia de Cuiabá. Celso Rezende da Silva, de 48 anos. Morador da Rua 62, Celso caminhava e cambaleando, já ferido a facadas pela Rua 54, onde caiu morto.


O crime também é misterioso para a Polícia. Celso morreu por volta das 20h20 desta terça-feira, 2, e foi o segundo caso de assassinato este ano no bairro Pedra 90, que no ano passado registrou mais de 30 execuções e apareceu durante o ano domo como o mais violento de Cuiabá.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização