Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Jovem morto em tentativa de assalto ao BB agiu desarmado e desesperado

Jovem morto em tentativa de assalto ao BB agiu desarmado e desesperado



Everton tinha 23 anos. Depoimentos foram colhidos no Cisc logo após o crime.

Desemprego, uso de drogas, falta de rumo na vida. Essas condições, combinadas, levaram o jovem Everton Carlos da Silva, de 23 anos, a cometer o imprudente ato de agarrar-se a um malote bancário que era conduzido por seguranças fortemente armados numa agência do Banco do Brasil, em Tangará da Serra.

O crime, conforme divulgou o Tangará Online na tarde desta quinta-feira, aconteceu por volta das 14h00. A reportagem conversou com parentes de Everton que estavam em frente ao Cisc para buscar informações sobre o ocorrido com o jovem.

Everton era natural do estado de Alagoas e há cerca de dois meses residia em Tangará da Serra com um familiar, no Jardim do Lago, proximidades do fórum da Justiça local. Estava desempregado e tentava uma colocação no mercado de trabalho.

Um problema físico na perna direita o impedia de passar em exames médicos de empresas que cogitavam sua contratação. Segundo informações de familiares, Everton também tentava, sem sucesso, algum benefício junto à Previdência Social, através da agência local do INSS.
A situação de exclusão acabou levando Everton ao uso de drogas. O desemprego e a falta de dinheiro o conduziram ao desespero.

Na tarde desta quinta, Everton, com a vida desorientada, resolveu entrar na agência do Banco do Brasil, na Avenida Brasil, em Tangará da Serra. Compôs a fila e observou a movimentação, talvez pensando em lograr êxito numa tentativa de conseguir algum dinheiro. Ainda na fila, viu o carro forte da Brinks, uma empresa de transporte de valores, estacionar em frente à agência.

Alguns minutos depois, dois seguranças, armados com pistolas, saíam da agência com um malote. Everton saiu da fila, postou-se à frente dos seguranças e agarrou-se ao malote que um deles levava. O outro segurança, cumprindo sua função, reagiu e atirou em Everton, acertando-o na barriga. O jovem continuou agarrado ao malote e, no entrevero, outro segurança, armado com uma espingarda calibre 12, alvejou Everton com dois disparos, um no ombro e outro na face. Everton tombou, morto.

Em pouco tempo, populares aglomeraram-se no local. Policiais chegaram em seguida. A Polícia Técnica foi chamada. Depois, já no Cisc, depoimentos eram tomados.


A morte do perturbado jovem de 23 anos e toda a movimentação que se formou na cena do crime formaram um triste cenário de uma crise econômica que, somada à falta de amparo governamental, leva muitas pessoas a atos de desespero.










Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização