Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Com o fim da piracema, pesca nos rios de MT será liberada no dia 1º

Com o fim da piracema, pesca nos rios de MT será liberada no dia 1º



Rádio Pioneira com G1/MT



    Foto: Reprodução G1/MT

O período da piracema chegará ao fim nesta segunda-feira (29) e, a partir de terça-feira (1º), a pesca nos rios de Mato Grosso passa a ser liberada. A proibição da pesca para a reprodução dos peixes na bacia Araguaia-Tocantins teve início no dia 1º de novembro e nos rios que fazem parte das bacias Paraguai e Amazonas, no dia 5 de novembro do ano passado. Durante a piracema, houve fiscalização, apreensão de pescado e prisões.

Até o mês passado, foram apreendidas quase 2 toneladas de pescado irregular, o que corresponde 27% a mais que no período anterior. Também foram aplicadas multas que ultrapassam R$ 230 mil, segundo a Superintendência de Fiscalização da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema).

Setenta por cento das apreensões de pescado ocorreram nos municípios de Cuiabá, Santo Antônio de Leverger, a 35 km de Cuiabá, e Juara, a 690 km da capital. Nessas regiões, até janeiro, foram apreendidos 1.300 kg de peixe. Nesse período, os fiscais do meio ambiente vistoriaram 84 embarcações e 367 veículos.

Após o fim da piracema, ainda existe restrições quanto à pesca para pescadores profissionais e amadores do estado. Segundo a Sema, quem desrespeitar a lei terá o pescado e os equipamentos apreendidos, além de levar multa de até R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por quilo de peixe encontrado, além disso também há risco de prisão.

Piracema


A piracema, processo natural que ocorre em ciclos anuais e que coincide com o período de chuvas, é o período em que os peixes migratórios se deslocam às cabeceiras dos rios em busca de alimentos e condições adequadas para o desenvolvimento das larvas e dos ovos. A desova também pode ocorrer depois de grandes chuvas, com o aumento no nível dos rios, com as águas oxigenadas e turvas.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização