Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Volume do setor de serviços cai 6,3% em novembro

Volume do setor de serviços cai 6,3% em novembro

O volume do setor de serviços do país registrou queda de 6,3% em novembro na comparação com o mesmo mês de 2014, informou nesta quinta-feira (14) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a maior retração da série histórica do indicador, iniciada em 2012. No ano, o índice acumula baixa de 3,4% e, em 12 meses, de 3,1%.

Em transportes, a queda chegou a 8,2% (Foto: Roberta Oliveira/ G1)


Todos os segmentos do setor de serviços analisados pela pesquisa mostraram taxas negativas, refletindo o estado da economia em geral.

Em serviços prestados às famílias, a queda foi de 6,6%; em serviços de informação e comunicação, de 4,4%; em serviços profissionais, administrativos e complementares, de 6,6%; e em transportes, serviços auxiliares dos transportes e correio, de 8,2%. Em outros serviços, de 7,4%.

No setor de transportes, o destaque negativo ficou com transporte terrestre (-13,8%). Cresceram, por outro lado, os volumes referentes a transporte aquaviário (15,6%) e transporte aéreo (11,3%). A atividade de armazenagem, serviços auxiliares dos transportes e correio apresentou queda de 6,2%.

O segmento de outros serviços caiu 7,4% em novembro, contra -13,8% em outubro e -9,9% em setembro. A variação acumulada no ano ficou em -8,9% e em 12 meses, -8,5%.

Variação nos estados

Frente a um ano atrás, cinco Unidades da Federação apresentaram taxas positivas de volume: Roraima (10,9%), Mato Grosso (5,9%), Rondônia (4,1%), Tocantins (2,4%) e Pará (0,5%).

As maiores variações negativas de volume foram observadas na Bahia (-17,9%), Amazonas (-15,0%) e Amapá (-14,7%).

Em termos regionais, analisando-se as atividades turísticas, segundo as Unidades da Federação selecionadas, as variações positivas de volume foram registradas no Distrito Federal (5,0%), seguido de Goiás (3,2%) e Pernambuco (2,8%).

Minas Gerais não apresentou variação e as taxas negativas de volume foram registradas no Espírito Santo (-10,0%), Santa Catarina (-8,1%), Paraná (-6,2%), Bahia (-5,7%), Rio Grande do Sul (-4,4%), Ceará (-3,6%), Rio de Janeiro (-2,5%) e São Paulo (-2,4%).

Receita nominal

Na comparação entre novembro de 2015 com novembro de 2014, a receita nominal recuou 0,8%. No ano, de janeiro a novembro, a taxa acumulada ficou em 1,4% e, em 12 meses, 1,6%.

Fonte: Do G1, em São Paulo

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização