Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Taxista e corretor são presos por roubo e adulteração de veículos

Taxista e corretor são presos por roubo e adulteração de veículos

As diligências iniciaram com a comunicação de roubo de veículo Honda Civic



Dois homens acusados de integrar uma quadrilha especializada em roubos e adulteração de veículos foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, na noite de segunda-feira (18.01), em ação das equipes de investigadores da Diretoria de Inteligência com apoio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

O taxista Sérgio Nogueira e o corretor de veículos, Ademir de Oliveira Rosa, conhecido como “Careca” foram presos durante as investigações do roubo de um veículo, ocorrido na segunda-feira (18), em Várzea Grande. Na ação, três veículos foram apreendidos, um Honda Civic roubado, um veículo táxi Fiat Siena e um Volkswagem Up.

As diligências iniciaram com a comunicação de roubo de veículo Honda Civic, branco, ano 2013/2014, ocorrido próximo ao Pronto-Socorro Municipal, em Várzea Grande. Na ocasião, dois homens armados subtraíram o veículo e vários objetos de um estabelecimento da região. O veículo roubado pertence a um parente de um policial civil.

Assim que foram comunicadas do roubo, as equipes de policiais civis da Inteligência iniciaram os levantamentos, conseguindo imagens de boa qualidade, as quais demonstravam a participação do veículo táxi Fiat Siena no roubo. Os criminosos utilizaram o carro para a prática do crime.

Em continuidade as investigações, os policiais passaram a procurar o taxista condutor de veiculo, identificado como Sergio Nogueira, mas o suspeito não foi localizando de imediato. Algumas horas depois, o táxi foi localizado, estacionado em posto de combustível, na Avenida Miguel Sutil.

Segundo informações levantadas pela equipe de investigadores, um veículo Volkswagem UP buscou um ocupante do táxi no local. Em buscas pela região, os investigadores localizaram o veículo UP, com o taxista e o seu comparsa, Ademir “Careca”.

Em checagem nos telefones celulares dos suspeitos, os investigadores encontraram fotografias do veículo Honda Civic roubado. Questionado, o taxista admitiu a participação no roubo, revelando que conduziu a dupla de assaltantes até o local do crime, e que depois ocultou o veículo em uma casa por ele alugada, para esta finalidade, no bairro Altos do Coxipó II, na Capital.

Os investigadores se deslocaram até a residência alugada pelo taxista, onde localizaram o veículo roubado, já com placas adulteradas. Segundo o delegado Marcelo Martins Torhacs, ficou constatado que o autuado Ademir iria adquirir ou receber o veículo Honda/Civic roubado e já com placas adulteradas.

“O trabalho de investigação revelou que os autuados integram uma quadrilha especializada em roubos e receptação de veículos, bem como adulteração de sinais identificadores”, disse o delegado.

Ademir possui várias condenações criminais, e segundo declarou em interrogatório, já esteve preso por quase dez anos. O taxista Sergio Nogueira, não possuía antecedentes, mas as informações colhidas revelaram vínculo duradouro com Ademir e com outros integrantes da quadrilha.

As diligências continuam para localizar e prender os coautores do roubo, atualmente foragidos.

O auto de prisão em flagrante e demais diligências foram realizadas pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), sob a coordenação do delegado, Marcelo Martins Torhacs.

Fonte: MídiaNew - Foto: PJC/MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização