Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade decretam situação de emergência

Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade decretam situação de emergência




Após vistoriar Porto Esperidião, nesta sexta-feira (22), a Secretaria de Estado das Cidades (Secid), por meio da Defesa Civil de Mato Grosso, seguiu para os municípios de Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade. A ação dá continuidade ao levantamento dos estragos causados pela inundação dos rios Aguapeí e Alegre, na região. Nas duas cidades pelo menos 14 comunidades rurais estão completamente ilhadas após a destruição de oito pontes e outras oito que foram danificadas.

Na sexta (22), a primeira parada dos agentes foi em Vila Bela da Santíssima Trindade. Em reunião com o prefeito Anderson Gláucio Andrade, as informações repassadas foram de que na cidade nove famílias estão desabrigadas. As 37 pessoas estão alojadas na Escola Municipal Santa Luzia, próxima da região atingida.

O local mais atingido, segundo os representantes municipais, está a 240 quilômetros do centro de Vila Bela, dificultando ainda mais o transporte de água e alimentos para a população afetada. Uma das comunidades é a Carla Patrício, onde 70 famílias estão totalmente ilhadas, devido à obstrução da ponte de acesso.

“Temos uma equipe da Secretaria Municipal de Obras que está tentando desobstruir a passagem para que as pessoas recebam água e mantimentos. Do jeito que está hoje, não é possível chegar naquela região por terra”, disse o prefeito.

Após a reunião, a coordenadoria municipal da Defesa Civil foi criada, além da decretação de situação de emergência. Coordenador da equipe da Defesa Estadual na região, sargento Wagner Soares, explica que este é o primeiro passo para que o órgão possa atuar na cidade.

“Uma vez que o município faz parte do sistema da Defesa Nacional, o acionamento é muito mais rápido. Aqui em Vila Bela, também auxiliamos na abertura da conta para aquisição do cartão da Defesa Civil, onde os recursos federais serão depositados para o custeio de alimentos, mantimentos e o que mais for necessário para a cidade”, contou Soares.

No início da tarde, o município de Pontes e Lacerda foi mais um a receber a equipe da Defesa Civil. A cidade, de acordo com o prefeito Donizete Barbosa do Nascimento, teve quatro pontes destruídas e oito danificadas pela enxurrada. No município não houve o registro de casas danificadas, porém, seis comunidades estão isoladas.

Em seguida à reunião e as orientações passadas pela Defesa Civil, o município já enviou equipes para realizar o levantamento dos danos na região. A previsão é de que os dados sejam repassados até segunda-feira (25).

Apesar de já ter uma coordenadoria municipal, Pontes e Lacerda não possuía o gestor nomeado, problema solucionado durante o encontro. A cidade foi mais uma a decretar situação de emergência para homologação do órgão nos próximos dias.

Fonte: Bruna Pinheiro - Secid-MT 

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização