Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Ladrão que vendia caminhonetes furtadas para índios é preso

Ladrão que vendia caminhonetes furtadas para índios é preso

Índios pagaram à vista, em com dinheiro em espécie, por caminhonetes roubadas, diz Polícia Civil. (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Índios pagaram à vista, em com dinheiro em espécie, por caminhonetes roubadas (Foto: Polícia Civil/MT)



Investigadores da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil, prenderam o sexto e último integrante da quadrilha investigada no furto de quatro caminhonetes de uma concessionária de veículos, em Cuiabá.

O suspeito, Jocimar Junior de Arruma, conhecido por “Táta”, foi localizado na casa de uma suposta namorada, no bairro Jardim Aeroporto, em Várzea Grande, na segunda-feira (11.01). Ele não ofereceu resistência ao ser comunicado do mandado de prisão preventiva, expedido pela 3ª Vara Criminal da Capital, dentro da operação “Via Láctea”, deflagrada no dia 17 de dezembro de 2015.

Na operação, também estão presos Eduardo Pinheiro, Michael Douglas, conhecido por “Doquinha”, Rhafael Jesus, Valmir Souza de Oliveira e Antônio Aureliano Junior.

De acordo com a investigação, o suspeito Eduardo da Silva Pinheiro, auxiliado por Michael Douglas e por Rhafael Jesus - sendo estes dois últimos empregados da Concessionária de Veículos Toyota “Via Láctea” - , subtraiu, em dias sucessivos, quatro caminhonetes Toyota/Hillux, cabine dupla, ano 2015, “zero quilômetro”, após ingressar clandestinamente na concessionária.

A investigação aponta que as caminhonetes furtadas foram repassadas a “corretores de veículos” da denominada região da “Pedra”, no bairro Porto, em Cuiabá, onde supostamente Fernando, Valmir e Antônio Aureliano, depois do emplacamento e documentação fraudulentos, revenderam a índios da etnia Enawenê, de Juína (735 km a Noroeste).

Das quatro caminhonetes subtraídas, três foram recuperadas.

A responsabilização dos índios depende de apoio operacional da Polícia Federal, tendo em vista que, após adquirirem os veículos, os índios ocultam dentro da aldeia indígena, em Juína.

Fonte: Assessoria - PJC-MT - Foto: Reprodução

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização