Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Polícia prende quarto suspeito de executar fazendeiros em Poconé

Polícia prende quarto suspeito de executar fazendeiros em Poconé



A Polícia Militar prendeu o quarto e último integrante de um bando acusado de roubar e matar dois fazendeiros em Poconé, a 104 km de Cuiabá, na noite do dia 13 de setembro de 2015. O suspeito teve o mandado de prisão preventiva cumprido em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, na noite de quinta-feira (15). Ele e outros três homens, presos em novembro passado, respondem na Justiça pelo crime de latrocínio. O inquérito foi encerrado em dezembro passado.

Interrogado pelo delegado Olímpio Fernandes Júnior, na sede da 1ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande, o suspeito confessou ser um dos autores do assassinato do fazendeiro Cícero Bezerra Medeiros, de 59 anos, e do amigo dele, Rodrigo Sávio Barros Botelho, de 39 anos, na região de chácaras localizada próximo do Posto 120, na BR-070, em Poconé.

À polícia, o preso Rudnei Nunes dos Santos afirmou que o objetivo do bando era roubar o mercadinho que existe nos fundos da casa de Cícero, que pertence ao filho dele, e que segundo o preso “aparentava sinais de riqueza”.

Um dos comparsas do suspeito, preso em novembro após descumprir as regras de uso da tornozeleira, seria o idealizador do crime e teria apontado o local a ser assaltado. O suspeito alegou, então, que ficou a seu encargo e de outro membro do bando a execução do plano, enquanto os outros dois suspeitos ficaram no apoio.

O crime

De acordo com a polícia, todos os integrantes do bando estavam na região no momento do crime e a dupla que estava de apoio deveria chegar ao local depois que as vítimas fossem rendidas. No entanto, segundo o preso, uma das vítimas teria esboçado reação e ele e seu comparsa acabaram atirando. As vítimas morreram no local.

Na sequência, eles fugiram levando uma caminhonete Hilux branca, que pertencia a Rodrigo Botelho. Ao cruzarem com uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os bandidos decidiram abandonar o veículo roubado, que foi encontrado próximo de Nossa Senhora do Livramento, a 42 km da capital.

Fonte: Do G1 MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização