Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Polícia encontra 14 bombas caseiras abandonadas em garimpo ilegal

Polícia encontra 14 bombas caseiras abandonadas em garimpo ilegal

Polícia encontra 14 bombas caseiras abandonadas em garimpo ilegal de Pontes e Lacerda (Foto: Divulgação/Polícia Militar de Mato Grosso)


Catorze bombas de fabricação caseira foram apreendidas nesta terça-feira (19) no garimpo ilegal na Serra da Borda, em Pontes e Lacerda, a 487 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Militar, as unidades estavam prontas para explodir o solo e ainda outras duas estavam em fase de preparação. O garimpo foi oficialmente desocupado no início desta semana. A área deve ser vigiada por homens da Força Nacional e Exército a partir desta quarta-feira (20).

Os explosivos foram encontrados pelos policiais em um único local, no meio da mata, onde provavelmente eram produzidos. A polícia acredita que essas bombas eram usadas para abrir galerias, túneis e outros buracos na extração ilegal de ouro que ocorria na região.

A quantidade de explosivos e os danos ambientais provocados no local chamaram a atenção dos policiais. Uma cratera com 60 metros de extensão foi aberta foi a ajuda de um maquinário apreendido na operação.

Na tarde desta terça-feira os policiais militares hastearam a bandeira do Brasil no garimpo ilegal, como símbolo de retomada da área. O ato ocorreu após a retirada dos últimos equipamentos usados na exploração garimpeira e a vistoria confirmou que não havia mais nenhum garimpeiro no local.

Prisões e apreensões

Entre os dias 4 e 16 de janeiro, 35 garimpeiros foram presos em flagrante delito por exploração ilegal e danos ambientais. A PM também apreendeu sete geradores de energia, cinco detectores de metais, duas retroescavadeiras, entre outros equipamentos usados na atividade garimpeira.

A desocupação da área mobilizou mais de 400 policiais entre militares, civis, federais e equipes do Corpo de Bombeiros, além de oficiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), helicópteros do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), cavalaria, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Garimpo ilegal em Pontes e Lacerda será monitorado pelo Exército e Força Nacional (Foto: Polícia Militar/Mato Grosso)


O garimpo

A região da Serra da Borda começou a ser explorada ilegalmente em setembro de 2015. Logo, a Justiça Federal determinou a retirada dos garimpeiros, o que foi cumprido por uma operação policial. Entretanto, como o local ficou aberto e sem controle nos arredores, os garimpeiros voltaram à região e, nesta segunda ocupação, o número de pessoas no garimpo chegou a cerca de dois mil.

A nova desocupação foi determinada pela Justiça Federal e, por determinação dela, o estado de Mato Grosso e a União elaboraram um plano de ação para a desocupação e o isolamento do local do garimpo, de modo a assegurar que ele não volte a ser explorado. O cronograma de ação está sendo executado desde a semana passada; conforme o planejamento, a área do garimpo deverá estar totalmente desocupada até esta terça-feira. Entretanto, já no último domingo as patrulhas policiais verificaram poucas pessoas no garimpo.

Fonte: Do G1 MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização