Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Organizadores das Olimpíadas vistoriam municípios turísticos de MT

Organizadores das Olimpíadas vistoriam municípios turísticos de MT



Representantes do Comitê Olímpico da “Rio 2016” realizam visita técnica em alguns municípios turísticos de Mato Grosso de quarta-feira (27.01) a sexta-feira (29.01). A partir disso, serão definidos os locais por onde a Tocha Olímpica irá passar em junho deste ano. Os detalhes foram acertados durante reunião realizada na terça-feira (27.01) com representantes do Governo do Estado, Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande e os organizadores das Olímpiadas.

Serão vistoriados pela equipe das Olímpiadas pontos turísticos em Cuiabá, Poconé, Nobres e Chapada dos Guimarães. O objetivo é verificar quais locais são viáveis logisticamente para a passagem da tocha. Caberá ao diretor operacional do Revezamento, Simon Wably, definir esses locais. O trajeto poderá ser feito via terrestre e também por helicóptero.

Mato Grosso será o único a receber o símbolo dos Jogos Olímpicos por dois dias. No primeiro dia serão percorridos 23 km em Várzea Grande e Cuiabá, saindo do Aeroporto Marechal Rondon e finalizando o percurso na Arena Pantanal, onde haverá um show de encerramento. O trajeto abrange os principais pontos turísticos e monumentos históricos das duas cidades.

No segundo dia a chama segue para municípios turísticos do estado, a serem definidos. O revezamento da tocha em Mato Grosso está programado para acontecer na terceira semana de junho, sendo que as datas ainda serão definidas. “É claro que gostaríamos de incluir mais pontos turísticos do estado nesta passagem, entretanto, para que o acesso seja feito de maneira ágil, escolhemos municípios próximos a Cuiabá”, explicou o secretário adjunto de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Luis Carlos Nigro.

Ainda segundo o gestor, a passagem da tocha por Mato Grosso será uma oportunidade ímpar de divulgar o potencial turístico de estado. “A Olimpíada é um dos maiores eventos do planeta, isso significa que os olhos de todo o mundo estarão voltados para o Brasil e nos dias em que a tocha estará em Mato Grosso teremos uma chance única de divulgar o quanto nosso estado tem a oferecer em turismo”.

De acordo com a gerente do revezamento da Tocha Olímpica, Paola Purle, a exemplo do que foi feito em outros países, a troca dos condutores da tocha será feita preferencialmente em frente aos pontos turísticos de cada lugar por onde a tocha passar, para que belas imagens possam ser captadas. “É um momento de alegria e celebração. A intenção é fazer com que todos se sintam parte das Olimpíadas”.

Símbolo

A tocha é um símbolo fundamental do movimento olímpico e representa seus ideais. A jornada da começa em maio, em Atenas, na Grécia, onde será acesa. De lá, a peça segue direto para o Brasil em um avião. Chegando a Brasília começa o revezamento que irá durar cerca de 90 dias, percorrendo aproximadamente 300 municípios, chegando ao Rio de Janeiro em agosto para a cerimônia de abertura dos jogos.

Serão 19,7 mil km de rota terrestre e 8,8 mil km de rota aérea, em até quatro cidades por dia. Inicialmente, foram escolhidos 82 municípios brasileiros onde a Tocha Olímpica deverá pernoitar, entre eles Cuiabá.

Em Mato Grosso 131 pessoas terão a oportunidade de carregá-la por 200 metros cada uma. Durante a rota no Brasil, ela será carregada por aproximadamente 12 mil condutores. A relação destes condutores será divulgada em fevereiro de 2016.
Fonte: Maíza Prioli | Sedec-MT - Assessoria/Sedec-MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização