Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Maluf manda fazer auditoria na folha de pagamento da AL com supervisão do TCE

Maluf manda fazer auditoria na folha de pagamento da AL com supervisão do TCE




A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso vai receber de volta os inativos, atualmente pagos pelo Poder Executivo, mas irá realizar uma auditoria em toda a folha de pagamento, supervisionada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). O compromisso foi firmado pelo presidente da Assembleia, deputado Guilherme Maluf (PSDB), com o presidente do TCE, conselheiro Antônio Joaquim Neto, durante visita nesta quinta-feira (14), no Edifício Dante Martins de Oliveira.

“A auditoria na folha de pagamento [dos ativos e inativos] é que vai indicar quanto será impacto do ingresso dos aposentados e pensionistas, para desembolso do Poder Legislativo”, observou Maluf. Até o ano passado,os inativos eram pagos pelo Poder Executivo, mas o governador José Pedro Taques (PSDB) decidiu ‘devolvê-los’ para a Assembleia.

A Mesa Diretora da Assembleia vai contratar uma empresa privada, especialista na área, para realizar a auditoria. O resultado passará pelo crivo dos técnicos do TCE.

O retomada do pagamento dos inativos deve representar um acréscimo de quase R$ 100 milhões por ano, na folha de pagamento do Poder Legislativo. “Não se trata de imaginar que existam irregularidades, mas, sim, de tratar o dinheiro público com respeito. E, em caso de ocorrência de falhas, corrigi-las”, disse Maluf, para reportagem do Olhar Direto.

Antônio Joaquim lembrou que a auditoria deve ser uma prática do cotidiano dos poderes constituídos (Legislativo, Executivo e Judiciário), para otimizar a aplicação dos recursos públicos. “Não há pré-julgamento de nada e a auditoria não é apenas punitiva, mas, também, para corrigir rumos e fazer o certo. E a auditoria na folha de pagamento é para isso: checar se está tudo certo e, caso haja necessidade, fazer um Termo de Ajustamento de Gestão [TAG] para não causar prejuízo”, ponderou o presidente do TCE.

Convênios 

Maluf e Antônio Joaquim trataram ainda dos convênios que existem entre as instituições. Houve renovação do convenio do TCE com o Poder Legislativo para que a TV Assembleia continue transmitindo, ao vivo, pelos próximos cinco anos, as sessões matutinas das terças feiras, no Pleno do TCE.

Também foi renovado o convênio do Programa Democracia Ativa, executado pelo TCE, para qualificar vereadores de Mato Grosso a exercerem suas principais atividades: legislar, fiscalizar e assessorar (com indicações).

Outro convenio será firmado para que a Rádio Assembleia 89,5 FM também transmita ao vivo as sessões do TCE.

Fonte: Ronaldo Pacheco Olhar Direto - Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização