Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Grêmio entra na briga por Robinho e busca parceiro para fechar salário

Grêmio entra na briga por Robinho e busca parceiro para fechar salário



Nem só de nomes estrangeiros vive a lista de alvos do Grêmio para 2016. Robinho, livre após deixar o Guangzhou Evergrande-CHI, está na mira. Sem avanço nas negociações para voltar ao Santos, o atacante foi oferecido ao time gaúcho e virou sonho de consumo de boa parte da diretoria.

Para chegar a um acordo, o tricolor tenta armar plano comercial com patrocinadores. Até mesmo a participação de um investidor que complete o salário é ventilada.

Robinho pede R$ 600 mil por mês e garantias de que não terá o salário atrasado. Em política de austeridade financeira desde 2015, o Grêmio tem sido rígido nas negociações – tanto que perdeu diversas disputas nos últimos meses. Mas desta vez é diferente.

A diretoria entende que o ex-jogador do Manchester City e Milan daria o salto de qualidade necessário ao time para brigar, efetivamente, pelo título da Copa Libertadores. Assim, investir acima do planejado inicialmente não soa como algo impossível.

Com isto, o Grêmio admite que pode extrapolar o teto salarial. Com valor fixo da folha salarial, e não mais teto individual, o clube tem margem para elevar a remuneração média de um reforço (no ano passado o teto salarial foi de R$ 200 mil). Mas ainda assim, os valores não fecham.

Oficialmente, o Grêmio nega com veemência qualquer tratativa. Nos bastidores, o clube reitera a complexidade de um acerto. Mas outros departamentos do clube, e torcedores ilustres, foram acionados para buscar negócios que tornem viável um acerto.

Esfriou

Clube mais cotado para ter Robinho em sua volta da China, o Santos não parece mais tão animado com a possibilidade de contar novamente com seu ídolo. Em contato com o UOL Esporte, o diretor de futebol Dagoberto dos Santos admitiu que as negociações não evoluíram. Segundo ele, o clube buscou alguns parceiros e 'chegou a um limite', que não alcança o que vem sendo pedido por Robinho.

Fonte: Jeremias Wernek e Marcello De Vico Do UOL, em Porto Alegre e Santos - Foto: Shizuo Kambayashi
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização