Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Fortes chuvas derrubam pontes e moradores ficam ilhados

Fortes chuvas derrubam pontes e moradores ficam ilhados

O grande volume de chuva que têm caído na região da Serra de Santa Bárbara tem resultado em quedas de pontes e pessoas ilhadas na zona rural de Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, segundo declarou o prefeito Donizete Barbosa do Nascimento (PSDB) ao G1, nesta quarta-feira (20). Segundo ele, os municípios vizinhos de Vila Bela da Santíssima Trindade e Porto Esperidião, a 562 e 358 km da capital, respectivamente, enfrentam a mesma situação.

“É uma situação caótica, porque a chuva se concentrou na Serra de Santa Bárbara, o que atinge os três municípios”, explicou.

De acordo com o prefeito, pelo menos cinco pontes caíram na região, devido às fortes chuvas, sendo uma delas na MT-473, na divisa entre Pontes e Lacerda e Vila Bela. Outro caso grave ocorreu na Estrada do Matão, onde a ponte sobre o Rio Alegre se encontra interditada desde a tarde de terça-feira (19), após a cabeceira da ponte ceder e um caminhão de leite tombar no local.

Caminhão tombou após cabeceira de ponte ruir em Pontes e Lacerda (Foto: Vanderson Fernandes dos Santos/Arquivo pessoal)


De acordo com o segurança Sindomar Oliveira, de 48 anos, que sempre passa pelo local a trabalho, o caminhão estava a serviço de uma cooperativa e carregava uma carga de composta de leite recolhido dos pequenos produtores da região, que agora se encontram ilhados. As imagens do caminhão tombado na região foram enviadas por Vanderson Fernandes dos Santos, de 22 anos, que trbaalha na região.

Situação de emergência

O prefeito Donizete Barbosa afirmou que, diante do cenário, buscou auxílio do governo do estado e deve decretar situação de emergência no município. “Estamos quantificando os danos para sabermos, ao certo, qual o valor do estrago. A zona urbana praticamente não atingiu, mas a zona rural, sim. Para se ter uma ideia, tem uma região lá que em 24 horas choveu 350 mm, que é uma malha de água de aproximadamente 30 cm. É muita água para um espaço de tempo tão curto”, afirmou.

Fonte: Lislaine dos Anjos Do G1 MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização