Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » DNA confirma que corpo carbonizado é de gerente de banco

DNA confirma que corpo carbonizado é de gerente de banco

Corpo de Danilo Romero foi encontrado no porta-malas de seu carro, no dia 9 de janeiro. (Foto: Arquivo pessoal)


A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) confirmou, através de exame de DNA, que o corpo encontrado carbonizado no porta-malas de um veículo próximo ao mirante de Chapada dos Guimarães, a 65 km da capital, é do gerente de banco Danilo Moreno Romero, que estava desaparecido desde o dia 8 de janeiro. O carro estava em nome do bancário.

O corpo foi localizado na madrugada do dia 9 de janeiro, após a Polícia Civil ser informada de que havia um carro em chamas no Jamacá, região um pouco mais afastada da cidade. Na ocasião, o Corpo de Bombeiros foi acionado e, após apagar o incêndio, encontrou o corpo da vítima no porta-malas do veículo.

De acordo com a Polícia Civil, a mãe do gerente forneceu material para exame de DNA a fim de que fosse comparado com o do corpo, que estava no Instituto Médico Legal de Cuiabá. O exame foi concluído na segunda-feira (25) e encaminhado à Delegacia de Chapada dos Guimarães, que conduz o inquérito.

O laudo de necropsia, emitido pelo IML, constatou que a morte do bancário se deu por carbonização.

Investigação

Um inquérito foi instaurado na Delegacia da Polícia Civil de Chapada dos Guimarães e é presidido pelo delegado Diego Alex Martimiano, em parceria com as delegacias de Nobres e Rosário Oeste. As investigações estão concentradas na região de Rosário Oeste, a 133 km de Cuiabá, por ser o local onde a vítima morava com a esposa.

Segundo o delegado Diego Martimiamo, Danilo havia sido transferido recentemente para uma unidade do banco em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. No entanto, a polícia decretou sigilo do inquérito até a identificação dos envolvidos na morte do bancário.

Fonte: Do G1 MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização