Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Cinco são presos por derreter e vender ouro extraído de garimpo

Cinco são presos por derreter e vender ouro extraído de garimpo

Equipamentos usados para derreter as pepitas de ouro foram apreendidos (Foto: Polícia Civil)


Cinco pessoas foram presas nesta quinta-feira (14) suspeitas de extrair e vender o ouro do garimpo ilegal da Serra da Borda, em Pontes e Lacerda, a 487 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, cinco homens usavam uma casa no centro da cidade para poder derreter o ouro extraído do garimpo e também como ponto de venda do minério.


De acordo com o delegado Gilson Silveira, apenas um dos cinco presos é morador de Pontes e Lacerda. O resto do grupo veio de cidades de Goiás e São Paulo. Eles disseram que vieram de fora para tentar a sorte no garimpo ilegal de Pontes e Lacerda.“Com a primeira desocupação, já acreditando na possibilidade de voltar, começaram a alugar casas aqui”, disse o delegado.

A casa usada pelo grupo tinha muros altos e cerca elétrica. No local os policiais maçaricos usados para derreter as pepitas de ouro, alicates, calculadora, balanças de precisão e vários outros objetos e equipamentos. Também foi apreendido um revólver calibre 38 com numeração raspada e cinco munições, uma caminhonete modelo S-10, um veículo modelo Corsa, e mais de R$ 6 mil em dinheiro.

Caminhonete usada por motorista do grupo foi apreendida (Foto: Polícia Civil de MT)


O grupo foi descoberto há uma semana, depois que uma denúncia apontou que a casa era usada como ponto de venda e compra de ouro. O delegado informou que os presos responderão pelo crime de usurpação de bem da União.

O dono da casa, de 31 anos, natural de Goiás, foi também autuado em flagrante por corrupção ativa, em razão de ter oferecido dinheiro aos investigadores para não ser preso. Enquanto estavam monitorando a casa, os policiais abordaram o motorista da caminhonete, de 59 anos, que chegava ao local.

O suspeito é morador de Pontes e Lacerda e estava acompanhado dois homens de 30 e 45 anos. Os dois são de Bauru (SP), e Firminópolis (Goiás). O delegado suspeita que os dois últimos teriam ido até essa casa para comprar ou vender o ouro extraído da Serra da Borda. O motorista estava com o revólver e foi autuado por porte ilegal. A quinta pessoa presa estava dentro da casa e veio de São Paulo.

Governo pretende desocupar garimpo até o dia 19 (Foto: Reprodução/TVCA)


O garimpo

O garimpo vinha sendo explorado desde setembro de 2015 e chegou a reunir oito mil pessoas, entre garimpeiros profissionais e ocasionais. Em outubro, o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma ação contra as três mineradoras que protocolaram pedido de lavra junto ao DNMP para atuar na região e contra os três proprietários do imóvel onde o garimpo está localizado.


Atendendo à decisão judicial, o estado divulgou nesta semana que, junto à União, pretende desocupar totalmente a área até a próxima terça-feira (19), fazendo uso das forças da Sesp. De acordo com o estado, a Polícia Militar (PM) já está empreendendo medidas preliminares para a desocupação total do garimpo ilegal na Serra da Borda, como apreensões de drogas e demais produtos ilícitos no entorno.

Fonte: Do G1 MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização