Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Cadeia da bovinocultura ganha estímulo com a criação do Imac

Cadeia da bovinocultura ganha estímulo com a criação do Imac

ltar



A cadeia produtiva da bovinocultura de Mato Grosso terá um novo estímulo com a criação do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac), que irá promover a carne produzida no Estado e estimular pesquisas voltadas para a padronização de carcaças e à melhoria da qualidade do produto. O projeto do Governo do Estado que está na Assembleia Legislativa para apreciação pretende elevar o padrão de qualidade para ampliar a participação da produção estadual de gado de corte no mercado.

O Imac, elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) em conjunto com setores produtivos, vai contribuir para o desenvolvimento da cadeira produtiva bovina de Mato Grosso, que detém o maior rebanho do país, com 28,5 milhões de cabeças.

“Além de incrementar a bovinocultura de corte o trabalho a ser desenvolvido pelo Imac também fomentará a cadeia produtiva de grãos, agregando valor à matéria-prima e transformando proteína vegetal em proteína animal”, ressalta o secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo.

O Imac contará com um Sistema Eletrônico de Informação das Indústrias de Carne (SEIIC), que permitirá melhor controle sobre a produção, tanto pelos frigoríficos quanto pelos produtores, e beneficiará o consumidor, que terá garantida a segurança alimentar do produto adquirido.

O projeto de Mato Grosso foi formatado a exemplo do Instituto Nacional de Carnes do Uruguai (INAC), criado há mais de 40 anos e que marcou uma mudança importante no setor, fortalecendo a produção da carne uruguaia. A ideia de trazer o modelo para Mato Grosso partiu do governador Pedro Taques, que conheceu o INAC em outubro do ano passado, durante viagem a Montevidéu.

O secretário Seneri Paludo explica que, com o fomento à melhoria da qualidade da carne, Mato Grosso poderá ter acesso a mercados consumidores exigentes somando, assim, maior receita para toda a cadeia produtiva.

Fonte: Sandra Pinheiro Amorim - Sedec-MT - Foto: GCom-MT
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização