Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Sindicato de jogadores quer acabar com transações milionárias

Sindicato de jogadores quer acabar com transações milionárias



A FIFPro, que é o sindicato internacional dos jogadores de futebol, quer apresentar uma medida que pode revolucionar a modalidade. De acordo com o "Mundo Deportivo", o órgão, que celebrou os 20 anos do famoso "caso Bosman", que iniciou o livre trânsito entre jogadores na Europa, quer agora acabar com as transferências milionárias.

Durante uma assembleia nesta semana em Amsterdã, ficou definido que a FIFPro vai apresentar à Comissão Europeia um projeto para que os jogadores de futebol sejam trabalhadores comuns. E que desta forma, possam mudar de empresa, no caso, clubes, quando bem entenderem, sem que os seus "donos" possam segurá-los até o fim dos seus contratos, e nem pedir quantias gigantes por eles.

O caso não está sendo bem visto pelo outro lado. Um membro da diretoria da Associação Europeia de Clubes (ECA), disse ao jornal espanhol que isso vai ser ruim para os próprios jogadores.

"A FIFPro está jogando com o jogo, não se dão conta dos danos que vão causar ao futebol e aos seus associados. Não veem que seria um tiro no pé, que eles também vão sofrer as consequências", disse o dirigente que não foi identificado, recebendo coro do advogado espanhol Juan de Dios Crespo:

"Seria prejudicial para clubes e jogadores. Que duração teriam os contratos? Um mês? Um ano? Nenhuma equipe faria contratos longos, pois não faria sentido. Os jogadores perderiam segurança, e os salários iriam diminuir por simples realidade do mercado. Quem pagaria as atuais fortunas sabendo que podem perder os seus craques da noite para o dia?"

A ECA vai fazer uma assembleia geral em Paris no início de fevereiro, e o tema será tratado.

Fonte:http://esporte.uol.com.br/ - Foto: Reprodução

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização