Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Polícia Militar evita tragédia em Alto Paraguai

Polícia Militar evita tragédia em Alto Paraguai


Uma família foi feita refém de bandidos em residência na tarde de quarta-feira (16) na cidade de Alto Paraguai. Um homem foi preso suspeito de cometer o crime.

De acordo com relatos do boletim de ocorrência a vítima identificada como Gaspar informou a Polícia Militar que havia recebido uma ligação suspeita de sua filha que com a voz tremula lhe pedia para ir para casa e desconfiado solicitou que uma guarnição comparecesse ao local.

Ao adentrar a sua residência, Gaspar foi surpreendido por dois homens armados e encapuzados que apontavam uma arma contra a cabeça de sua filha; a exigência dos bandoleiros era de que Gaspar entregasse o dinheiro que acabará de receber de um comerciante local, quando prontamente foram atendidos recebendo a quantia de R$ 3,5 mil.

Ao perceber a presença da viatura os homens também fizeram Gaspar como refém e se evadiram do local com a família dentro de um carro. Um dos suspeitos ainda teria efetuado disparos contra a guarnição que revidou atingindo o suspeito na região do tórax.

O suspeito baleado identificado como Jodimar Dorileu Pina, de 23 anos, conhecido como “Gugu” foi preso momentos depois por policiais que realizavam rondas ostensivas na região da Usina Hidrelétrica.

Segundo informação de populares, o suspeito não localizado chama-se Agnaldo e é irmão de Gilmar, funcionário de uma chácara cuja propriedade é de um supermercado; a vítima quando entrevistada informou que minutos antes do crime havia recebido a importância de R$ 8 mil de Gilmar, versão confirmada pelo suspeito detido com adendo de que o próprio Gilmar teria sido o mandante do crime.

Os envolvidos ainda são suspeitos de terem cometido o roubo a agência dos Correios na última terça-feira (14) na cidade de Alto Paraguai.

O suspeito foi atingido apenas superficialmente e não corre risco de morte, este foi encaminhado a Delegacia de Policia Civil e aguarda preso a disposição da justiça.

Fonte: O Divisor
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização