Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Impeachment: 42% dos deputados são pró e 31% contra

Impeachment: 42% dos deputados são pró e 31% contra



Uma pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira pelo jornal Folha de São Paulo, mostra que há mais deputados federais decididos a votar a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff do que os que anunciaram ser contrários ao processo. Nenhum dos dois lados já tem os votos suficientes para sair vencedor. 

No levantamento, realizado entre os dias 7 e 18 de dezembro, 42% dos deputados afirmaram que são favoráveis ao afastamento de Dilma, o equivalente a 215 votos. 

Para o impeachment passar na Câmara, são necessários, ao menos, 342 votos, ou seja, faltam 127 votos.

Do outro lado da disputa, 31% dos deputados afirmaram que votariam contra a aprovação do impeachment da presidente. Projetando-se esse percentual ao total de votantes, seriam 159 votos garantidos pró-Dilma. Faltam 12 apoios confirmados para que a presidente atinja a marca de 171 votos, suficiente para sobreviver no cargo.

A decisão está na mão de uma parcela de 27% dos deputados, o equivalente a 138 parlamentares, que ainda não se definiram ou não responderam à pesquisa.

A pesquisa Datafolha foi realizada entre os dias 7 e 18 de dezembro com 315 deputados federais, que responderam sob condição de anonimato. Resultados foram ponderados segundo a proporção das bancadas de cada partido na Câmara. Algumas somas podem exceder ou ficar abaixo dos 100 devido a arredondamentos.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização