Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Homem é preso em igreja suspeito de estuprar neta de 9 anos

Homem é preso em igreja suspeito de estuprar neta de 9 anos



Um caso estarrecedor foi registrado neste domingo (20) pelo 24º Batalhão da Polícia Militar: uma criança de apenas 9 anos denunciou seu avô, identificado como J.D.DS, de 61 anos, por abuso sexual, que segundo ela, seria cometido sistematicamente desde seus 6 anos de idade. A vítima vive no bairro Pedra 90, em Cuiabá. O suspeito foi preso em uma igreja e encaminhado ao Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC) do bairro Planalto.

De acordo com o batalhão responsável pelo Boletim de Ocorrência (B.O), uma menina de 9 anos de idade teria, aos prantos, desabafado a um vizinho que sofria abusos sexuais de seu avô. Os moradores então decidiram levar o caso à Polícia Militar, que chegou no local onde a menina vive com sua família. A mãe não sabia da prática e ficou surpresa ao se dar conta do caso, embora já tivesse, conforme consta nos autos, flagrado seu sogro tomando banho com a menor, quando moravam no interior, anos atrás. 
Ainda de acordo com o B.O, a menina sofria violência verbal, física e sexual, chegando à conjunção carnal. O ato seria constante por parte do suspeito, ocorrendo tanto em sua casa, na região do Parque Cuiabá, quanto na casa da vítima, no Pedra 90. Segundo a PM, quando acompanhado de terceiros, o suspeito esperava que todos fossem dormir para efetuar os ataques.

O Conselho Tutelar foi acionado para fazer um exame de delito no corpo da vítima, que segundo a vizinha que efetuou a denúncia, apresenta manchas vermelhas e bolhas nas partes íntimas.

Relatos selvagens 

Segundo relatos de vizinhos, o suspeito dizia à criança que iria se casar com ela e que caso delatasse as violências para alguém, iria matar sua mãe e sua avó, o que, por medo, garantia seu silêncio.

De acordo com os mesmos vizinhos, além da vítima, outros três irmãos com idades entre 1 e 8 anos compõem a família. O casal trabalha em uma padaria da cidade e frequentemente solicitavam, em razão disso, que os filhos fossem cuidados pelo suspeito. Ainda de acordo com moradores próximos, a última suspeita de abuso teria sido levantada no domingo passado (13), quando o avô esteve com a menor e trancou todas as portas e janelas.

Por fim, relatou que sua filha, também criança e amiga da vítima, foi quem, em uma brincadeira, comentou sobre os crimes. A menina foi convidada a contar sobre o caso em uma sorveteria da cidade, onde se abriu e relatou que “não aguentava mais” os atos praticados pelo suspeito, que foi preso neste domingo, em uma igreja que frequenta em Cuiabá.

Serviço

Caso se perceba comportamento incomum em menores, o correto é buscar o diálogo franco. Se houver suspeita ou flagrante, o procedimento indicado é efetuar uma denúncia anônima para o número 100 – Disque Denúncia Nacional de Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, disponível em todo o País. Qualquer pessoa pode utilizar o serviço – adultos, crianças e adolescentes. 

Outros orgãos podem ser acionados: 

Polícia Militar – 190
Polícia Rodoviária Federal – 191
Delegacias de Polícia
Polícia Federal

Fonte: Paulo Victor Fanaia - Foto: Rogério Florentino Pereira/OD
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização