Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Durante 12 anos o PT acabou com a educação em MT, critica Taques

Durante 12 anos o PT acabou com a educação em MT, critica Taques

O governador Pedro Taques (PSDB) admitiu que o sistema de ciclo de formação humana adotado pela gestão anterior na Educação não é ruim, porém, pontua que o PT acabou com o setor em Mato Grosso. Isso porque a pasta de Educação ficou sob o partido, tendo o deputado Ságuas Moraes e Rosa Neide passado pelo comando. A avaliação é baseado nos índices como o fato de o estado ser o pior em reprovação e o 24º no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que é referência para avaliar o ensino nos entes federados. 

“Primeiro discutimos o sistema de ciclo de formação humana, que por natureza não é ruim, o que é ruim é a chamada enturmação (organização dos grupos de alunos por idade) e a aprovação automática. Nós estamos tentando um sistema de ciclo com formação, um sistema diferenciado. Discutimos isso com coordenadores, assessores pedagógicos, gestores, professores, profissionais de educação”, comentou Taques.


Governador Pedro Taques e secretário Permínio Pinto vão manter ciclo de formação, mas governador critica forma como gestão petista conduziu processo



Além disso, o governo contratou a Universidade de Juiz de Fora que tornou-se referência em auxiliar outros estados nestas áreas que possuem índices superiores ao de Mato Grosso. “Precisamos de indicadores, para saber se aluno está aprendendo e se professor está ensinando e isto teremos a partir do ano que vem”.

Taques ainda fez questão de adiantar que não fechará escolas, fenômeno que tem gerado protestos e crises em governos do PSDB, em especial São Paulo e Goiás, devido ao movimento chamado de reorganização escolar. Ele afirmou que este ano tiveram unidades inauguradas e outras novas escolas devem surgir no próximo ano. Ao todo, atualmente, Mato Grosso conta com 753 escolas.

Outra iniciativa ressaltada pelo governador é a doação de 800 mil camisetas de uniformes, confeccionadas em parceria com a Associação Mato-grossense de Produtores de Algodão (Ampa), que serão entregues a 400 mil alunos. Ele ressalta que cada camiseta custa em média de R$ 17 a R$ 24, porém, as doadas pelo governo sairão ao preço de R$ 3. O restante do recurso será repassado para própria unidade.

Fonte: Alline Marques e Jacques Gosch RDNews - Foto: José Medeiros/Rdnews
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização