Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Advogada presa por atirar no marido diz que sofria agressões

Advogada presa por atirar no marido diz que sofria agressões

Odete Fernandes da Silva diz que foi agredida pelo marido (Foto: Arquivo pessoal)


A advogada Odete Vieira Fernandes da Silva, de 54 anos, presa no final de semana após atirar contra o marido, alegou que sofria agressões do companheiro há mais de 30 anos. Ela foi presa no sábado (19) depois de atirar contra o marido durante uma discussão em uma fazenda, na comunidade Praia Grande, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Odete conseguiu liberdade nesta segunda-feira (21) depois de ficar presa na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá. Ao G1, a advogada explicou que o marido tinha um histórico de violência, entretanto, nunca tinha denunciado o caso por vergonha da situação.

A advogada diz que no sábado foi agredida mais uma vez. Ela se recuperava de uma cirurgia no braço. “Trata-se de um quadro crônico de alcoolismo e em decorrência disso a violência doméstica por mais de 30 anos. Eu estava me recuperando dessa cirurgia, quando ele me agrediu. Minha reação foi essa, no momento da dor você fica fragilizada”, relatou ao G1.

O marido de Odete foi atingido no tórax e continua internado nesta terça-feira (22) em um hospital particular de Cuiabá. Segundo a família, ele está sob escolta de policiais por ter agredido a mulher.

“Quem está num quadro de violência doméstica vai se acomodando. Mas chega um dia que você não tem mais forças e, por fim, reage da maneira que não deveria. A questão foi o estresse gerado, essa carga negativa que se acumulou ao longo dos anos”, declarou Odete.

A advogada diz que passa por novos exames recebe medicamentos, já que a agressão teria prejudicado a recuperação da cirurgia que havia feito.

Fonte: Denise Soares Do G1 MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização