Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Adolescente baleado na 'nova Serra Pelada' morre após 9 dias

Adolescente baleado na 'nova Serra Pelada' morre após 9 dias

Imagem aérea do garimpo em Pontes e Lacerda, Mato Grosso (Foto: Reprodução/TVCA)


O adolescente de 13 anos, atingido por um tiro na testa quando estava no garimpo ilegal localizado na Serra da Borda, em Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, morreu na tarde de segunda-feira (21) no Hospital Regional de Cáceres, distante 250 km da capital.

Segundo a Assistência Social do hospital, o adolescente faleceu às 15h10, após sofrer uma parada cardiorrespiratória. O corpo do adolescente foi velado em Pontes e Lacerda e, posteriormente, em Campos de Júlio, a 692 km de Cuiabá, onde ele também será enterrado, às 18h desta terça-feira (22).

O garoto estava internado na unidade há nove dias, em estado grave. Na semana passada, o delegado regional da Polícia Civil, Victor Chab Domingues, informou ao G1 que o adolescente já havia passado por duas cirurgias e sofreu perda de massa encefálica.

O caso ocorreu no último domingo (13), no estacionamento do garimpo ilegal. Na ocasião, o autor do disparo supostamente acidental, identificado como Rodrigo de Souza Barbosa, de 25 anos, foi linchado por garimpeiros que se encontravam no local. Ele foi socorrido pela Polícia Militar, mas já estava com o rosto bastante inchado e morreu após ser dar entrada na Santa Casa do município.

Um inquérito foi instaurado pela Polícia Civil para apurar o caso. De início, um levantamento feito pelo Núcleo de Inteligência da polícia apontou que o rapaz que efetuou o disparo tinha um mandado de prisão em aberto e já havia sido condenado por crime de furto triplamente qualificado.

A família de Rodrigo de Souza não quis se pronunciar sobre o caso, mas afirmou que ele estava há pouco tempo na Serra da Borda e que trabalhava como pedreiro antes de seguir para o garimpo. Rodrigo deixou a esposa e uma filha

Desocupação

Segundo a Polícia Federal, uma nova desocupação só deve ser feita após o Ministério da Justiça autorizar o envio dos militares para a área da Serra da Borda. A solicitação já foi feita pelo Ministério Público Federal. De acordo com o delegado da PF, Jesse James Rodrigues de Freire, a ocupação da área por militares é necessária para evitar que os garimpeiros retornem ao local.

Garimpo ilegal

O garimpo ilegal da Serra da Borda começou a ser explorada em meados de setembro. A descoberta de jazidas de ouro levou pelo menos sete mil pessoas à região, mas a exploração foi decretada ilegal pela Justiça Federal, porque a atividade não foi autorizada pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). A decisão judicial determinava ainda que a área fosse desocupada.


O MPF pediu à Justiça Federal que acionasse o Ministério da Justiça para se manifestar sobre o pedido, feito no último mês de outubro, para o envio das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança para a região.

O juiz federal Mário Cesar Patini, da Vara Federal em Cáceres, determinou na última sexta-feira (11) que um ofício solicitando informações fosse enviado ao Ministério da Justiça.

Fonte: Lislaine dos Anjos Do G1 MT

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização