Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Renegados e 'anônimos' cumprem missão no Botafogo com retorno à elite

Renegados e 'anônimos' cumprem missão no Botafogo com retorno à elite



A aposta em jogadores desprezados em outros clubes e alguns nomes pouco conhecidos pelos torcedores deu certo no Botafogo. Mesmo com um teto salarial de apenas R$ 60 mil, o Alvinegro garantiu a vaga na Série A de 2016 com três rodadas de antecedência e sem maiores sobressaltos, além de estar com o título da Série B do Campeonato Brasileiro encaminhado.

Os renegados tiveram como destaques o meia Daniel Carvalho e o atacante Neilton. O primeiro estava há dois anos parado e virou maestro do time na reta final da competição. Já o jovem brilhou no Alvinegro após causar frustração no Santos, onde conviveu com a sombra da alcunha de 'novo Neymar' - história parecida com a de Lulinha, ex-promessa do Corinthians.

Willian Arão também ganhou espaço após o início discreto como profissional pelo Corinthians. No Botafogo, o volante finalmente se firmou em um time de expressão e virou alvo de disputa no mercado da bola. Com passagens por Santos, Fluminense e São Paulo, o lateral esquerdo Thiago Carleto também teve seu papel na conquista da vaga alvinegra.

Os 'anônimos' também fizeram sucesso. O zagueiro Renan Fonseca acumulava apenas passagens por times menores de São Paulo até se destacar no Santa Cruz, disputando as Séries B e C em 2013 e 2014, respectivamente. Mas o reconhecimento nacional veio apenas com a titularidade na campanha do Alvinegro deste ano. História não muito diferente da do uruguaio Navarro, por exemplo.

O acesso conquistado com a vitória sobre a Luverdense na noite desta terça consagrou a mescla feita pela diretoria, que entre os 'anônimos' inclui ainda muitos jovens formados nas categorias de base do clube, como Sassá, Luis Henrique e Fernandes. Os três foram peças importantes em momentos decisivos da temporada, já que o clube perdeu parte do elenco na metade do ano.

Curiosamente, o Botafogo passou por uma espécie de remontagem durante a Série B. Nas primeiras rodadas, o atacante Rodrigo Pimpão era o maior destaque individual da equipe, com a companhia de Jobson e do experiente Bill. O primeiro foi vendido para o Emirate Club-EAU, o segundo foi suspenso pela Fifa por se recusar a fazer exame de doping enquanto jogava na Arábia Saudita e o último pediu dispensa à diretoria.

Fonte: Rodrigo Paradella Do UOL, no Rio de Janeiro - Foto: Reprodução/Botafogo

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização