Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » 'Parecia filme de terror', diz vítima de acidente com barragens em MG

'Parecia filme de terror', diz vítima de acidente com barragens em MG

Rompimento da barragem de Fundão, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (Foto: Luis Eduardo Franco/TV Globo)
Rompimento da barragem em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (Foto: Luis Eduardo Franco/TV Globo)


O rompimento de duas barragens de contenção de minério, perto de Mariana, provocou muita destruição em Minas Gerais. O rio de lama arrasou tudo o que estava pela frente, ao longo de, pelo menos, 10 quilômetros. As imagens são impressionantes e o trabalho de resgate das vítimas deve ser demorado e difícil.

A barragem de Rejeito de Minério, chamada Fundão, fica no complexo de Germano, uma unidade de exploração de minério, localizada no distrito de Bento Rodrigues, entre Mariana e Ouro Preto. Ela pertence à Mineração Samarco, que atua na exportação do produto.

O rompimento ocorreu por volta das 16h20. Naquele momento, pelo menos, 50 trabalhadores estavam na barragem, segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Mineração.

Imagens feitas pelo Globocop mostram um caminhão que foi arrastado barranco abaixo. O rio de lama desceu pela encosta e inundou o vale, onde fica o distrito de Bento Rodrigues, que segundo o Censo de 2012, tem cerca de 600 pessoas e 200 casas.

Horas depois do rompimento, ainda havia muita lama escorrendo da barragem. Pelo caminho, a inundação atingiu casas e arrasou plantações.

No distrito, a visão é aterradora. Boa parte da área onde se concentram os moradores ficou totalmente coberta, pouca coisa sobrou. Inúmeras casas foram destelhadas, em um cenário de destruição total. A lama tomou todo o interior de algumas casas.

Muitos carros foram arrastados pela força da enxurrada. O volume da enchente foi tão grande, que alguns deles foram parar em cima das casas. As estradas foram interrompidas e alguns moradores abandonaram suas casas a procura de locais mais altos, para se proteger. 

Bombeiros, socorristas e voluntários logo começaram a chegar ao local da tragédia. O governo do estado enviou quatro helicópteros para ajudar no trabalho de buscas.

Logo após o acidente, a Samarco emitiu uma nota informando que estava priorizando o atendimento às vítimas e tentando reduzir os danos ao meio ambiente e que naquele momento, não era possível confirmar a quantidade de vítimas, as causas e a extensão do rompimento.

Os moradores das localidades vizinhas foram orientados a sair de casa e procurar lugares mais altos para se abrigar. As áreas foram evacuadas porque havia o risco de inundação.

O diretor presidente da mineradora Samarco publicou um vídeo em uma rede social informando que foram duas barragens que se romperam, a Santarém e a Fundão, atingindo todo o distrito de Bento Rodrigues.

Voluntários trabalharam durante toda a madrugada na recepção e organização de doações. Muitos moradores desabrigados foram levados para um ginásio de esportes que fica em Mariana.

“Parecia um filme de terror o que nós vivemos. As pessoas começaram a correr, falavam que o mundo estava acabando e a água vinha de todos os lados”, disse uma moradora que estava no local na hora do acidente.

Fonte: Ricardo Soares Mariana, MG

Arte Barragem Bento Rodrigues atualiza 19h40 (Foto: Editoria de Arte/G1)
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização