Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Mentora de latrocínio confessa crime no Facebook e aconselha população a não reagir a assaltos

Mentora de latrocínio confessa crime no Facebook e aconselha população a não reagir a assaltos



Acusada de ser a mentora do assalto que terminou na execução do casal, Claudemilson Ferreira, de 41 anos, e de Alessandra Shef, a estudante Aline Macedo, de 19 anos, fez uma polêmica postagem no Facebook, onde diz que irá responder à Justiça por seus atos e afirma que o empresário reagiu ao roubo da sua picape S10 e por isso morreu. Na citação, afirma ainda saber que está fazendo uma ‘burrada postando isso’.



No texto, ela ainda relata detalhes sobre o episódio e taxa como ‘estupidez’ o fato de capotarem a picape (S-10). Ela ser a mentora da ação, mas frisa que não atirou em nenhuma das vítimas.

Pouco tempo depois do ‘desabafo virtual’, a inserção foi apagada. “Sei que o que eu fiz foi errado”. ‘Não vou viver fugindo’. Ela ainda chega a pedir perdão a Deus pelo que fez, em trecho da mensagem.

Agressiva, em outro trecho ela faz um alerta àqueles que desejam saber onde ela está. “Querem sabe onde eu to. Na cidade vai cuida da sua vida. No bairro vai se fude, na rua cala a boca e me deixa em paz!’.

Aline ainda ‘aconselha’ que as pessoas não reajam quando vítimas de uma ação criminosa. ‘Vocês não são super heróis’. A garota finalizou a mensagem com um recado para que seus familiares ‘permaneçam na fé’.

Histórico - Os corpos de Claudemilson e de Alessandra foram encontrados às margens de uma estrada vicinal na data de 14 de outubro, na região de Juara, a 664 quilômetros de Cuiabá. Pelo crime, dois adolescentes de 17 e 13 anos foram apreendidos. Ambos foram aliciados pela jovem, que era funcionário do lava-jato de propriedade de Claudemilson.

Segundo a investigação, após render a Claudemilson e Alessandra, o trio amarrou as mãos do casal para trás e um deles efetuou os disparos contra a cabeça das vítimas. Depois, os corpos foram colocados na carroceria da S10 e jogados em uma vala, ao lado de uma estrada vicinal. Na fuga, a caminhonete capotou na MT-220, no sentido a Sinop.

O caso começou a ser desvendado com base nos depoimentos do garoto de 13 anos, apreendido pela polícia, em Sinop. Ele teria confessado participação no crime, mas negou que tenha sido ele que matou o casal. O menor de idade apontou a jovem como sendo a pessoa que planejou tudo, e o comparsa de 17 anos o responsável pelos tiros.

Fonte: Patrícia Neves Olhar Direto - Foto: Facebook
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização