Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Jovem suspeita de participar da morte de casal durante assalto está foragida

Jovem suspeita de participar da morte de casal durante assalto está foragida

Aline Macedo está sendo procurada pela polícia (Foto: Reprodução/Facebook)


Uma jovem de 19 anos suspeita de participação no latrocínio de um casal há 20 dias, em Juara, a 690 km de Cuiabá, está sendo procurada pela polícia. De acordo com a Polícia Civil, Aline Macedo é a mentora do crime e que ela já teve a prisão decretada pela Justiça. O G1 tentou, mas não conseguiu localizar a família e nem o advogado da suspeita.

As vítimas do latrocínio foram encontradas mortas às margens de uma estrada vicinal no município de Juara no dia seguinte ao crime. Ambos estavam com as mãos amarradas, com a cabeças cobertas por uma fronha e com marcas de tiro. A ação ainda contou com a participação de dois menores de idade. Um deles, de 13 anos, já foi apreendido.

Uma mensagem postada no perfil da jovem em uma rede social detalha como ocorreu o crime.

O delegado Carlos Henrique Engelmann informou que a polícia tem apurado se a mensagem foi realmente escrita por ela. “Ela é a autora do crime. Foi ela quem planejou a ação, mas ainda não temos certeza se a postagem foi feita por ela. Nós já temos um mandado de prisão e ela está sendo procurada”, explicou o delegado.

Trecho da postagem traz a seguinte afirmação: "Que fique bem claro que apenas estava junto e, sim, fui eu mesma quem planejou o assalto. Infelizmente, o homem reagiu e um dos menores atirou nele e o outro matou a mulher”.

O delegado afirmou que a jovem é natural de Naviraí (MS) e que a família dela é de Joinville (SC). Ela também já morou em Tabaporã - a 643 km de Cuiabá - e Juara.

Ela tem passagem pela polícia por supostamente ter tentado matar a filha, que perdeu alguns movimentos do corpo após a agressão. “Quando a Aline era menor de idade, ela respondeu por um ato infracional. Na época, com 17 anos, ela teria tentado matar a filha enforcada. Por causa disso, a criança acabou perdendo parte dos movimentos do corpo. Essa criança mora atualmente com alguns parentes dela”, afirmou.

Em postagem, ela aconselha que vítimas não reajam a assalto (Foto: Acesse Notícias)


Sobre o assassinato do casal, Engelmann afirmou que Aline conhecia os empresários mortos. “Ela havia trabalhado em um lava-jato de propriedade do casal. De certa forma, ela tinha conhecimento da rotina deles”, apontou.

A postagem supostamente feita pela jovem diz que ela está consciente da responsabilidade sobre o crime. “Sei que o que fiz não foi certo, mas infelizmente aconteceu. Não posso mudar o passado. Agora vou procurar me entender com a lei. E vou pagar pelo que fiz”.

O delegado ainda afirma tem conversado com a mãe da jovem, que mora em Joinville. “A mãe da Aline estava chocada e disse que, na verdade, ficou sabendo do crime pela imprensa. Ela disse que não sabia onde a filha estava e que não conversava com ela há algum tempo”, disse.

Sobre o segundo menor de idade que ainda não foi localizado, o delegado afirmou que a polícia tem procurado o jovem, mas que ainda não tem nenhuma informação sobre o paradeiro dele.

Veículo capotou após ser roubado por adolescentes, segundo a polícia (Foto: Polícia Civil/ MT)


O crime

O casal de empresários foi executado após ser levado para uma mata no dia 13 de outubro, no município de Juara. Segundo investigações, os dois chegavam em casa quando foram abordados pelos dois menores de idade e por Aline Macedo.

Na região de mata, os dois foram assassinados e tiveram o carro roubado pelos criminosos. Os suspeitos fugiram com a caminhonete do casal e capotaram o carro quando iam em direção a Sinop, município a 503 km de Cuiabá. Após o acidente, eles pediram carona e chegaram até a cidade.

O veículo foi encontrado na MT-220, próximo ao trevo da BR-163. O adolescente apreendido disse ter presenciado o crime, mas negou ter atirado no casal.

Fonte: Do G1 MT
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização