Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Homem é preso com 59 g de ouro em garimpo ilegal em Pontes e Lacerda

Homem é preso com 59 g de ouro em garimpo ilegal em Pontes e Lacerda

O ouro foi encontrado durante barreira policial na saída do garimpo ilegal na Serra da Borda, em Pontes e Lacerda. (Foto: PF-MT)



Um homem de 52 anos foi preso em flagrante com 59 gramas de ouro quando saía do garimpo ilegal na Serra da Borda, em Pontes e Lacerda, a 483 km de Cuiabá, nesta quinta-feira (5). Ele foi preso por policiais que faziam uma barreira na saída do garimpo.

À polícia, o preso declarou que é de Porto Velho e que veio para Pontes e Lacerda tentar a sorte no garimpo. Porém, como não conseguiu encontrar ouro, passou a trabalhar em vendas de bugigangas e mantimentos no local, recebendo pagamento em ouro.

O suspeito foi encaminhado para o presídio de Pontes e Lacerda. O arbitrariamento de fiança será analisado pelo juiz federal a quem foi encaminhado o flagrante.

Nesta terça-feira (3), um outro garimpeiro, de 26 anos, foi preso suspeito de extração ilegal de ouro, na saída da Serra da Borda. De acordo com o delegado Jesse James de Freitas, da Polícia Federal em Mato Grosso, foram apreendidas 60 gramas de ouro, além de R$ 6,860 mil em dinheiro.

Há 20 dias, a Justiça Federal determinou o fechamento do garimpo por funcionar sem a permissão do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). A apreensão e a prisão ocorreram em uma barreira de agentes da Polícia Federal, na saída do garimpo. O garimpeiro foi abordado dentro de um táxi. “Ele disse que estava no garimpo trabalhando para uma pessoa. Disse que aceitava emprego de pessoas que o contratavam para a extração”, contou o delegado ao G1.

O caso

O garimpo na Serra da Borda começou a ser explorado há pouco mais de dois meses e, nesse período, chegou a ter pico de sete mil pessoas na área, entre garimpeiros profissionais e ocasionais, tentando retirar o ouro.

Vários barracas foram armadas em garimpo (Foto: Júlio C. Ferreira de Souza/ Arquivo pessoal)


O caso foi levado ao conhecimento da Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) e, no dia 16 de outubro, o juiz Francisco Antônio de Moura Júnior, substituto da subseção da Justiça Federal em Cáceres, a 220 km da capital), decretou o fechamento do garimpo, com a retirada de todos os trabalhadores do local e apreensão de todo o minério extraído ilegalmente.


Muitos dos que estão na área são de Pontes e Lacerda e, conforme a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), são responsáveis por colocar em risco a água consumida na cidade.A Sema diz que essas pessoas têm levado a terra extraída para ser lavada em casa com mercúrio, metal tóxico que ajuda na separação do ouro e que pode causar doenças neurológicas graves. O mercúrio acaba escoado pelos ralos das casas e chega até a rede de abastecimento de água.

A Polícia Federal informou que já definiu estratégias para a desocupação do garimpo. No entanto, o dia da operação será mantido em sigilo, segundo a Polícia Federal, para que as prisões daqueles que insistem em descumprir a ordem da justiça sejam presos.

Fonte: Amanda Sampaio Do G1 MT
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização