Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Cáceres em situação de emergência; dano passa de R$ 3 mi

Cáceres em situação de emergência; dano passa de R$ 3 mi

Região Central de Cáceres ficou alagada após chuvas ocorridas em setembro


O governador Pedro Taques (PSDB) decretou situação de emergência nos municípios de Cáceres e Jauru (a 217 km e 402 km de Cuiabá) quase dois meses após o forte temporal que atingiu as cidades e deixou vários estragos.

O documento publicado ontem (12) tem validade de 90 dias. O prefeito de Cáceres, Francis Maris (PMDB), estima que seja necessário cerca de R$ 3 milhões para reparar os danos. Eliseu Marcelino da Rocha (PSC), vice-prefeito de Jauru, avalia que o município precisará de, ao menos, R$ 500 mil.

A chuva veio acompanhada de ventos fortes nos dias 25 e 27 de setembro. Conforme já noticiado pelo Rdnews, boa parte da Prefeitura de Cáceres foi destelhada e as secretarias mais atingidas foram as de Administração e Finanças. 

Casas e muros de moradores também sofreram com os fortes ventos que, segundo informações repassadas pela Defesa Civil a Francis, variaram entre 150 km e 180 km. Com isso, pelo menos mil quedas de árvores foram contabilizadas. “Por sorte, não tivemos nenhum ferido”, diz o peemedebista.

Eliseu, por sua vez, conta que os estragos em Jauru foram bem menores. No entanto, a estrutura das casas e órgãos do município é bastante antiga. “Tivemos poucas casas destelhadas, mas alagou quase toda a cidade”. Segundo o vice-prefeito, essa foi a primeira vez que o município foi atingido por um temporal como este.

Esse tipo de decreto diz respeito a situação anormal, provocada por desastres, causando danos e prejuízos que comprometam parcialmente a capacidade de resposta do poder público do ente atingido. O decreto permite a dispensa de licitação para compras, serviços e obras. Mesmo dispensada a licitação, a contratação deve respeitar algumas formalidades.

Fonte: Eduarda Fernandes RDNews - Foto: Reprodução
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização