Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » TJ devolve guarda de criança à mãe após suposto sequestro

TJ devolve guarda de criança à mãe após suposto sequestro

O suposto desaparecimento do menino circulou nas redes sociais e mobilizou população



O desembargador Sebastião de Moraes Filho, da Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, devolveu a guarda do menino Miguel, de um ano de idade, à mãe Rúbia Juliana Pereira Duarte, de 29 anos.

A criança estava em um abrigo desde o dia 28 de setembro, após ser dado como desaparecida no Parque Mãe Bonifácia, em Cuiabá.

O processo tramita no TJ em segredo de Justiça por envolver um menor de idade. Travam disputada pela guarda do menino a mãe e o pai dele, que mora em Campo Grande (MS).

À época, a decisão da retirada da guarda da criança da mãe foi assinada pela juíza Vara da Infância e da Juventude de Cuiabá, Gleide Aparecida.

A magistrada explicou que o acolhimento da criança pelo Estado era temporário, para que os pais passassem por avaliação psicossocial.

O caso

O suposto desaparecimento do menino ocorreu no dia 27 de setembro e gerou polêmica, depois que o fato foi divulgado em redes sociais e aplicativos de celulares.

Várias pessoas se deslocaram até o Parque Mãe Bonifácia para ajudar a procurar o menino. A Polícia Militar foi acionada e também esteve no local.

Horas após o sumiço da criança, a PM informou que tudo não passava de um boato e que o menino esteve o tempo todo com a mãe, em sua residência.

O caso revoltou a população, que acreditou que a mãe poderia ter forjado o sequestro do menino.

Em entrevista ao MidiaNews, Rúbia confirmou que anunciou em um grupo de amigos no WhatsApp que o filho tinha desaparecido no parque.

Porém, segundo ela, diversos amigos começaram a ligar no celular dela, que descarregou e, por isso, não conseguiu avisar os amigos que já tinha encontrado a criança.

Depois das tentativas frustradas de falar com os amigos, Rúbia contou que foi apra casa. Fez o filho dormir e acabou adormecendo também.

Disse que acordou com familiares e policiais forçando a entrada na residência e só então soube da repercussão que a história havia tomado.

Fonte: THAIZA ASSUNÇÃO MídiaNews - Foto: Reprodução

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização