Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Pistoleiro acusado de matar 4 pessoas em chacina é preso fazendo segurança em garimpo

Pistoleiro acusado de matar 4 pessoas em chacina é preso fazendo segurança em garimpo

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto
Pistoleiro acusado de matar 4 pessoas em chacina é preso fazendo segurança em garimpo

Da Redação - Wesley Santiago - Olhar Direto

Juarez Francisco dos Santos, 43, conhecido como “Nego Velho”, foi preso na última segunda-feira (26), pela Polícia Judiciária Civil (PJC), em Pontes e Lacerda (448 km de Cuiabá). Ele é investigado pelo envolvimento com crimes de pistolagem e grilagem de terras na região e estava com o mandado de prisão decretado pela Comarca de Porto Esperidião por homicídio qualificado. O homem trabalhava como segurança no garimpo ilegal, localizado na Serra do Caldeirão.


De acordo com as informações da PJC, Juarez é considerado de alta periculosidade, sendo suspeito da morte de quatro pessoas durante uma “chacina” ocorrida no ano de 2010, na região conhecida como Pedro Neca, no município de Porto Esperidião. Além de outros dois homicídios praticados na Colônia de Mineiros, em Comodoro (644 km de Cuiabá).

Durante as diligências, os policias descobriram que o procurado estava na região de garimpo recentemente descoberta pela população, prestando serviço de “segurança”. Em trabalho operacional para localização do suspeito, após cerco policial o procurado foi surpreendido em uma residência no bairro São José, onde foi dado o cumprimento a ordem judicial de prisão.

Ele foi conduzido a delegacia, onde prestou depoimento. Depois, foi levado ao Centro de Detenção local, ficando à disposição da Justiça. A prisão foi realizada pela equipe de policiais civis de Pontes e Lacerda, coordenada pelos delegados de polícia, Felipe Leoni e Gilson Silveira do Carmo, com apoio da Delegacia de Polícia de Porto Esperidião (326 km de Cuiabá), que colaborou nas investigações.
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização