Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Pelé fez 75 anos. Veja 7 legados do maior jogador de todos os tempos

Pelé fez 75 anos. Veja 7 legados do maior jogador de todos os tempos




Por volta das 3h da madrugada do dia 23 de outubro de 1940, nascia em Três Corações (MG) Edson Arantes do Nascimento. Ou simplesmente Pelé. Hoje, o Rei do futebol completa 75 anos.

Pelé ganhou três Copas do Mundo e foi eleito o melhor jogador de futebol do século XX pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), mesmo sem jamais ter disputado uma Olimpíada. Mas estes não são os únicos legados do craque eterno. O UOL Esportepreparou uma lista de sete heranças que o Rei do futebol deixou para o mundo.
Os 7 legados de Pelé

1 - Mítica da camisa 10

Nem sempre a camisa 10 carregou o significado mítico que tem hoje no futebol. Sinônimo de craque absoluto, capaz de resolver sozinho uma partida. E Pelé foi o principal responsável por essa mudança no mundo da bola. À sua época, grandes craques como Di Stefano e Eusébio, por exemplo, usavam a 9. Puskas já usava a 10, mas foi às costas de Pelé que o número se transformou em sinal de genialidade.

2 - A marca dos 1000 gols

Outros jogadores chegaram antes de Pelé ao gol 1000, como Arthur Friedenreich e Josef Bican, mas ainda na primeira metade do século XX, quando o rádio ainda era o principal meio de comunicação de massa. Assim, a marca foi imortalizada nos pés do maior de todos os tempos. Foi de pênalti, contra o Vasco, no Maracanã, às 23h11min do dia 19 de novembro de 1969, diante de 65.157 pagantes. A partir de então, fazer 1000 gols na carreira virou sinônimo de igualar ninguém menos que Pelé.

3 - Soco no ar

Há algo comum entre os mais de mil gols marcados por Pelé: o soco no ar. A comemoração virou marca registrada do maior jogador de todos os tempos. Hoje é quase impossível ver um jogador celebrando um tento com socos no ar e não associá-lo ao tradicional gesto a Pelé.

4 - 'O gol que Pelé não fez'

No primeiro jogo do Brasil na Copa de 70, vitória por 4 a 1 contra a Tchecoslováquia, Pelé quase marcou um golaço de cobertura no goleiro Viktor, mas a bola passou tirando tinta da trave. Na semifinal no mesmo Mundial, vitória de 3 a 1 contra o Uruguai, Pelé deu um drible da vaca no goleiro Mazurkiewicz, usando somente o jogo de corpo, mas desperdiçou. A partir de então, toda vez que um jogador marca um gol em jogadas semelhantes, usa-se a expressão ?o gol que Pelé não fez?.

5 - Tratar-se em 3ª pessoa

Quem nunca viu uma entrevista de Pelé e achou curioso ele referir a si mesmo em terceira pessoa? Isto é, em vez de falar simplesmente ?eu?, Pelé fala ?Pelé?. É como se Edson Arantes dos Nascimento fosse uma pessoa, fora de campo, e Pelé fosse outra, resultado de todas as glórias no gramado. Depois dele, outras personalidades públicas lançaram mão do mesmo artifício, como Dadá Maravilha.

6 - Lei Pelé

Em 1998, quando o Rei era Ministro dos Esportes de Fernando Henrique Cardoso, foi promulgada a Lei 9.615, apelidada de Lei Pelé. Ela extinguiu a lei do passe, tirando dos clubes a administração dos contratos dos jogadores. Antes disso, o passe vinculava o atleta ao clube mesmo em ausência de contrato. As negociações eram feitas entre clubes e muitas vezes os jogadores não eram consultados. A Lei Pelé também normatizou o direito do consumidor no futebol, criou verbas para esportes olímpicos e determinou a independência dos Tribunais de Justiça Deportiva. Mas também houve críticas, principalmente em relação ao domínio de empresários do futebol, o que se consolidou a partir de então.

7 - Os 'novos Pelés'

Toda vez que um garoto franzino e bom de bola desponta para o futebol, logo surge a comparação. ?É o novo Pelé?. É verdade que quase sempre é uma grande exagero, mas não foram poucos a serem comparados ao Rei do futebol. Neymar, Robinho e Dener são alguns bons exemplos. Além disso, alguns jogadores ganharam a alcunha de ?Pelé? em seus países. É o caso de Abedi Ayew, maior artilheiro das história de Gana, que virou Abedi Pelé.

Fonte: Do UOL, em São Paulo - Foto: Dibyanghu Sarkar/AFP
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização