Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Motorista que causou acidente com mortes tinha quatro vezes mais álcool no sangue que ‘permitido’

Motorista que causou acidente com mortes tinha quatro vezes mais álcool no sangue que ‘permitido’



O motorista Nicholas Guerra, 23 anos, envolvido no acidente na avenida do CPA (Historiador Rubens de Mendonça), nas proximidades do Hospital Otorrino, que terminou com a morte dele e da cuidadora de idosos, Ivonete Madalena Magalhães Silva, tinha 23,34 dg/l de álcool no sangue. O valor é quase quatro vezes maior que o necessário para ser crime (6 dg/l). Além das duas vítimas fatais, uma pessoa ficou ferida em estado grave e outras duas conseguiram escapar.

De acordo com o delegado da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), Jefferson Dias, o exame toxicológico apontou que o motorista tinha 23,34 dg/l de álcool no sangue. Jefferson explicou que o valor é muito alto e que, para ser crime, seriam necessários apenas 6 dg/l, conforme o artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro. O valor é quase quatro vezes maior que o permitido.

O velocímetro da Amarok, que Nicholas dirigia, travou em 100 quilômetros por hora, o que indica que a velocidade era ainda maior, segundo informações do delegado Romildo Grota Júnior, da Deletran (Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito). Uma das rodas do veículo chegou a sair e ficou perto do ponto de ônibus. A picape só parou cerca de 100 metros do local onde as vítimas foram atropeladas.

Imagens de câmeras de segurança mostraram que antes do acidente, o motorista havia se envolvido em uma confusão com um taxista. Sem conseguir pagar o prejuízo, ele acabou fugindo. Alguns metros depois, Nicholas acertou dois postes e um ponto de ônibus onde estavam duas pessoas. Uma morreu e a outra foi levada ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá em estado grave. Outras duas pessoas que estavam na ‘rota’ da caminhonete conseguiram escapar.

O caso

Um grave acidente no dia 03 de outubro, na avenida do CPA (Historiador Rubens de Mendonça) deixou duas pessoas mortas. O condutor do veículo, identificado como Nicholas Guerra, 23 anos, colidiu com dois postes, após perder o controle do veículo em uma curva próxima ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea). O carro ainda bateu contra um ponto de ônibus. Além do motorista, morreu também a cuidadora de idosos, Ivonete Magalhães, 50 anos.

Fonte: Wesley Santiago Olhar Direto - Foto: Wesley Santiago/Olhar Direto
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização