Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Irmãos que devem R$ 415 milhões acusam credor de invadir fazenda

Irmãos que devem R$ 415 milhões acusam credor de invadir fazenda



Os irmãos Alexandre Augustin e Guilherme Augistin acusam a empresa Sementes Bom Jesus, um de seus credores, de ter invadido a fazenda Dom Bosco, uma de suas propriedades localizada no município de Alto Garças, no sábado (24). Para eles, a ação foi uma retaliação à recuperação judicial dos irmãos, importantes produtores de soja, que possuem uma dívida que ultrapassa R$ 415 milhões.

A Sementes Bom Jesus, de propriedade de Nelson Vigolo, é credora dos irmãos em mais de R$ 76 milhões. Cerca de 50 funcionários do grupo invadiram a fazenda, com carros, tratores, plantadeiras e seguranças. No momento da invasão havia 30 funcionários da fazenda Dom Bosco, trabalhando com 20 plantadeiras e 10 tratores. De acordo com os irmãos, há risco de conflito entre trabalhadores.

"O que nos preocupa é que os funcionários da Sementes Bom Jesus também estão plantando no mesmo local. Eles invadiram a nossa fazenda, estão constrangendo nossos funcionários e a qualquer momento pode haver um conflito", disse Alexandre Augustin.

Segundo Guilherme Augustin, após ser registrado um boletim de ocorrência da invasão em Alto Garças, a policia foi até o local e constatou e revistou 4 seguranças e dois veículos Fiat Uno , mas não encontrou arma nenhuma.

Os dois pedidos de recuperação judicial dos irmãos em conjunto com suas respectivas esposas foram deferidos pela juíza Milene Aparecida, da 4ª Vara Cível de Rondonópolis. Eles alegaram que sofrem uma crise econômica devido a uma queda de safra em 2011/2012, por problemas de ordem climática, que fez o custo do plantio superasse a receita conquistada com a colheita, além da quebra da safra em 2014.

Outro lado

O OlharDireto tentou entrar em contato com a Sementes Bom Jesus, mas não obteve sucesso até o momento da publicação desta matéria.

Fonte: Jardel P. Arruda Olhar Direto - Foto: Ícone Comunicação
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização