Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Estado de saúde de índio baleado durante confronto na MT-170 é estável

Estado de saúde de índio baleado durante confronto na MT-170 é estável

Índio foi baleado no peito e morador levou flechada após confronto (Foto: Divulgação)


O estado de saúde do índio da etnia Enawenê-nawê, que teria 19 anos e levou um tiro na manhã deste domingo (25), está estável, segundo assessoria da Prefeitura de Cuiabá. Ele foi encaminhado ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) após ser baleado no peito durante um confronto entre indígenas da etnia e um grupo de moradores e caminhoneiros na MT-170, próximo a Brasnorte.

Internado na sala vermelha do Pronto-Socorro sob cuidados intensivos da equipe médica, o indígena está com a bala alojada no tórax e ainda não passou por cirurgia. Ele está sendo observado por cirurgião torácico que apontará se o projétil deve ou não ser removido.

De acordo com a Polícia Militar e a Polícia Civil do município, o confronto começou porque de um lado estava um grupo de indígenas que fazia cobrança de R$ 100 sobre a ponte do Rio Juruena, entre Juína (a 737 km da capital) e Brasnorte. Do outro, já na saída de Brasnorte, um grupo de moradores e caminhoneiros se reuniu e bloqueou a rodovia como forma de protesto ao pedágio feito pelos índios. Os moradores alegaram à polícia que o pedágio estava afetando as duas cidades.

Os indígenas souberam do bloqueio e percorreram 100 km para chegar ao local. Houve um desentendimento entre parte dos dois grupos, onde um indígena foi baleado no peito e um morador levou uma flecha no ombro.

A PM foi chamada ao local após o confronto. A suspeita é que alguma pessoa tenha quebrado o vidro da caminhonete usada pelos indígenas, iniciando a confusão. O tiro teria partido de um dos moradores e caminhoneiros que participavam do ato.

O morador foi socorrido para o hospital municipal de Brasnorte e liberado logo em seguida. Já o indígena foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o mesmo hospital. Por ter o estado de saúde considerado mais grave, os médicos preferiram encaminhar o índio ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.

Investigação

Os indígenas foram até a delegacia da Polícia Civil em Brasnorte conversar durante a tarde, para saber o que pode ser feito sobre o caso, mas a polícia informou que ainda vai investigar o ocorrido, já que, durante o tumulto, não foi possível identificar o autor dos disparos.

Segundo a Polícia Civil de Brasnorte, tanto o bloqueio na estrada quanto a cobrança de pedágio pelos índios foram encerradas logo pela manhã após o conflito.

Fonte: Do G1 MT
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização