Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Duelos com Santos podem decidir se São Paulo manterá Doriva para 2016

Duelos com Santos podem decidir se São Paulo manterá Doriva para 2016



Contratado pelo ex-presidente Carlos Miguel Aidar um dia depois de todos os vice-presidentes e diretores do clube entregarem os cargos, Doriva poderá decidir neste confronto de semifinal de Copa do Brasil se permanecerá no São Paulo para a próxima temporada. O contrato do sucessor de Juan Carlos Osorio vai até 2016, mas deverá ser rompido ao final desta temporada se o clube não se classificar à Copa Libertadores. O primeiro jogo contra o Santos acontece nesta quarta-feira, às 22h, no Morumbi.

O presidente interino Leco e o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro gostam de Doriva. Acreditam, no entanto, segundo apurou o UOL Esporte, que o processo de sucessão de Osorio deveria ter preservado a metodologia de trabalho que o colombiano vinha implementando no clube. Doriva, ao chegar, avisou de antemão que não faria rodízio nem improvisações, marcas do antecessor. Mais importante do que isso, treina de outra forma e prefere outro estilo de jogo.

Como Doriva foi contratado por Aidar antes da renúncia do presidente, sob suspeitas de desvio de dinheiro do clube e corrupção, poderá pagar o preço por não ser quem a atual gestão gostaria que estivesse no comando nesse momento. Segundo informado por dirigentes que hoje estão na diretoria do clube, o contrato de Doriva, assim como o de Osorio, não tem multa rescisória, e poderia ser rompido antes do fim sem indenização financeira.

Doriva já fez dois jogos pelo São Paulo e ainda não venceu. Estreou com derrota contra o Fluminense, no Maracanã, e no último domingo empatou com o Vasco, no Morumbi. Os cinco pontos perdidos em seis disputados distanciaram o São Paulo do topo do Brasileirão e hoje dificultam a classificação à Libertadores pelo campeonato nacional - para piorar, nas últimas sete rodadas o São Paulo enfrentará o líder Corinthians e o vice Atlético-MG. Por isso a Copa do Brasil se faz tão importante.

A favor de Doriva joga o histórico em eliminatórias e o retrospecto recente contra o Santos. Em 2014, pelo Ituano, Doriva sagrou-se campeão paulista depois de vencer Palmeiras na semifinal e Santos na final. Neste ano, pelo Vasco, foi campeão carioca ao vencer o Botafogo na final. Pela Ponte Preta, no Brasileirão, venceu o Santos por 3 a 1 no Moisés Lucarelli, já na era Dorival Júnior, que ressuscitou o time que caminhava para o rebaixamento.

Caso Doriva não consiga a classificação para a Copa Libertadores, o São Paulo deverá apostar na contratação de um treinador que siga o modelo de futebol de Osorio. O departamento de futebol do clube acredita que devido ao delicado momento financeiro do clube, será preciso ter um técnico focado em revelar atletas, como fez o colombiano com Lyanco e Matheus Reis, por exemplo, nos quatro meses que ficou no clube. O São Paulo ainda teme ser impedido de contratar jogadores por período de um a dois anos, se punido pelo STJD pelo caso Iago Maidana - se não puder contratar, dependerá exclusivamente das categorias de base.

Fonte: Guilherme Palenzuela Do UOL, em São Paulo - Foto: Reprodução

Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização