Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » DAE vai mudar horários de fornecimento de água em novembro

DAE vai mudar horários de fornecimento de água em novembro

Exibindo DAE.jpg
Medidas visam a contenção de despesas, principalmente com energia elétrica



Gastando mais que arrecada, o Departamento de Água e Esgoto de Nova Olímpia, órgão da administração municipal responsável pelo serviço de fornecimento de água no município inicia em novembro restrição nos horários de fornecimento de água.

Segundo a chefe do DAE, Lucimar Pereira de Carvalho, a partir do dia 15 de novembro, a água será bombeada em dois horários durante o dia: das 05h00 às 11h00 e das 13h00 às 18h00. Atualmente, o sistema funciona das 04h00 às 22h00, sem interrupção.

Conforme explica, com a redução do horário, o principal foco é economizar na energia elétrica que de R$ 14 mil passou para R$ 28.500 (média mensal) e principalmente evitar as multas impostas no horário de pico (das 18h30 às 21h30), que giram em torno de 50% sobre quilowatts consumido. Além da energia, pretende-se diminuir também o volume de água e produtos químicos utilizados, pois como é abundante, muitas pessoas não tem o hábito de economizar água em Nova Olímpia.

O DAE, de acordo com Lucimar, está arrecadando em média R$ 80 mil mensal, porém os gastos com produtos químicos (R$ 12.400,00), pessoal (R$ 23 mil), prestação de serviços (14.200,00), energia elétrica (R$ 28.500) e demais materiais (R$ 13 mil) passam de R$ 90 mil mensal as despesas.

Entretanto, o DAE já vem atuando no sentido de aumentar as receitas com notificação e cobrança das contas atrasadas. O usuário em atraso pode parcelar o valor do débito com acréscimo de 10% no valor da fatura. “Já deu resultado, com crescente aumento no valor arrecadado”, disse Lucimar, informando que em janeiro deste ano, o DAE arrecadou em torno de R$ 60 mil e nos últimos meses, a receita está em média de R$ 80 mil. “Ainda é pouco diante dos custos”, completa.

Ainda segundo ela, a arrecadação do DAE é pequena porque pouco mais de 60% das residências possuem hidrômetros e pelo menos 40% desses estão quebrados ou danificados pelo tempo. “Estamos em processo de licitação para aquisição de novos hidrômetros e tão logo aconteça, a intenção é colocar os aparelhos em 100% da cidade”, disse.

CAIXA D´ÁGUA

Com a restrição no horário de fornecimento de água, Lucimar também chama atenção da população que não possui caixa d´água em casa. “Fazemos um apelo para que providencie a aquisição de caixas para que não venha sofrer com a falta de água para suas necessidades diárias”, cita, destacando que neste período, várias campanhas serão veiculadas no sentido de esclarecer a população para a mudança de horário.

Fonte: Nelson Alves - assessoria
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização