Publicidade 1
Publicidade 1

Publicidade 14

Publicidade 14

Publicidade 15

Publicidade 15

Publicidade 16

Publicidade 16

Publicidade 17

Publicidade 17

Publicidade 18

Publicidade 18

Publicidade 19

Publicidade 19

Publicidade 20

Publicidade 20

Publicidade 21

Publicidade 21

Publicidade 22

Publicidade 22

Publicidade 23

Publicidade 23

Publicidade 24

Publicidade 24

Publicidade 25

Publicidade 25
Home » » Antes de ser morta, menina de 12 anos foi agredida e estuprada por trio

Antes de ser morta, menina de 12 anos foi agredida e estuprada por trio




Dois rapazes de 19 e 20 anos foram presos e um adolescente de 16 anos, apreendido, nesta terça-feira (20) por suspeita de assassinar uma menina de 12 anos, cujo corpo foi encontrado boiando na segunda-feira (19), no Rio Nobres, no município de Nobres, a 151 km de Cuiabá. Antes de ser morta, de acordo com a polícia, a vítima foi agredida e estuprada pelo trio às margens do rio.


Os suspeitos do crime foram identificados com base em depoimentos de testemunhas, que disseram terem visto a vítima na companhia dos três, inclusive presenciaram uma sequência de agressões, que teriam iniciado às margens do rio. No local, segundo a polícia, todos teriam estuprado a menina e, em seguida, subiram em um barranco, onde a insultaram, a molestaram e a esganaram.

Depois disso, com a vítima desmaiada e possivelmente já morta, de acordo com a Polícia Civil, eles jogaram o corpo no rio. Os suspeitos de 16 e 19 anos são irmãos.

O rapaz de 20 anos e o adolescente foram detidos em Nobres e o outro em Jangada, a 82 km da capital, em um ônibus com destino a Cuiabá numa tentativa de fuga. Com ele, a polícia encontrou porções de droga e R$ 2 mil em dinheiro. 

Os dois maiores de idade foram autuados em flagrante pelos crimes de estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, meio cruel, e emprego de recurso que impossibilita a defesa da vítima, ocultação de cadáver e corrupção de menores. Além destes crimes, o rapaz de 20 anos pego com droga também responderá por tráfico de entorpecente.

Já o de 16 anos responderá pelo ato infracional de estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

A vítima morava em Nobres com a família, que procurou a polícia para denunciar o sumiço dela. Conforme a Polícia Civil, ela manteve contato com a mãe na manhã de segunda-feira por telefone.

O corpo da vítima foi avistado por pessoas que passavam perto do local e acionaram o Corpo de Bombeiros, que o resgatou.

Segundo o delegado Caio Albuquerque, que investigou o crime, o corpo foi encontrado com marcas no pescoço, o que indica uma suposta morte por enforcamento.

“Era um valor pequeno [da dívida], era apenas para o consumo dela, mas ainda estamos investigando e já identificamos os suspeitos do crime, que estão envolvidos com tráfico de drogas na cidade”, disse.

Segundo o Conselho Tutelar, os pais sabiam do envolvimento da filha com drogas e já haviam sido notificados e encaminhados para atendimento psicossocial.

“Nós já havíamos feito recomendações e o acompanhamento com a família. Mas os pais são os últimos a acreditarem que os filhos estão envolvidos com drogas”, disse a conselheira tutelar Flábia Real.

Fonte: Do G1 MT
Espalhe por ai :
Copyright © Barra News - Todos os direitos reservados
Barra do Bugres - Mato Grosso - Brasil

Qualquer material nao pode ser publicado, transmitido, reescrito ou distribuido sem autorização